Anúncios

Código de Silêncio: Rede Globo produz campanha para Andres Sanches no Corinthians

Marcelo Campos Pinto (Globo), Andres Sanches e Ricardo Teixeira

Implícita em todas as ORCRIMs do planeta, a “Lei do Silêncio” é fundamental para evitar a prisão de malfeitores associados a práticas recriminadas pela sociedade.

Há algumas semanas, a Rede Globo entrou de sola na campanha presidencial do Corinthians.

Em vez de apoiar, explicitamente, o candidato situacionista Andres Sanches – o que seria aceitável editorialmente, a emissora passou a investir financeiramente na campanha, produzindo, com extrema competência, material que vem sendo exibido, integralmente na internet e em partes na televisão.

A peça conta a história do Corinthians a partir de 2007, dizendo verdades sobre conquistas futebolísticas, mas escondendo outras, absolutamente relevantes, que levaram o clube às paginas policiais.

Segundo a Globo, o clube inexistiu em relevância antes deste período, apesar do presidente anterior ser, ainda hoje, o recordista de títulos alvinegros (somados todos os três mandatários da “Renovação e Transparência”).

Não são mencionados, em exemplo, o episódio MSI, precursor do rebaixamento em 2007, nem que o presidente à época da queda era Andres Sanches; muito menos que quatro dirigentes foram indiciados, três vezes, por crimes fiscais no STF – iniciando o caos financeiro do clube.

Inexistiram, também, para a Globo, as delações da “Operação Lava-Jato”, que acusam o deputado federal de receber propina da “Odebrecht” na construção do estádio em Itaquera, nem que por conta delas o atual vice-presidente, André Negão, foi detido para esclarecimentos, e depois preso por portar duas armas de fogo em sua residência.

O material de campanha, produzido pela emissora, é nitidamente inspirado no modelo de comunicação implementado por Joseph Goebbles, depois aprimorado noutros regimes totalitários, em que a Alemanha Nazista, somente com verdades, alardeava crescimento econômico, diminuição do desemprego, sem contar à população a que custo essas “conquistas” aconteciam.

Recentemente, a FOLHA ganhou prêmio por retratar, na peça publicitária “É possível contar um monte de mentiras dizendo somente verdades”, procedimentos semelhantes.

Sob a máscara de irreal imparcialidade, a cumplicidade da Globo com a campanha de Andres Sanches, voltando ao citado “Código de Silêncio”, pode ser explicada por conta do ocorrido em recente julgamento do ex-presidente da CBF, José Maria Marin, quando a emissora foi diretamente apontada como corruptora -pagadora de propinas a dirigentes de futebol, entre os quais estaria o ex-presidente do Corinthians (delatado em depoimento na Corte Americana, segundo o jornalista Wanderley Nogueira, da Jovem Pan), de estreita relação com o ex-executivo global, Marcelo Campos Pinto, também denunciado.

Anúncios

3 Respostas to “Código de Silêncio: Rede Globo produz campanha para Andres Sanches no Corinthians”

  1. Divanio (@DCLS45) Says:

    A Globo é uma Taenia Solium(parasita que vive, nos intestinos dos vertebtrados). Gostaria de vê-la com menos poderio econômico.

  2. Andre Says:

    Hahaha glóbulus se cagando com o que está por vir!

  3. Renato (@galenoeu) Says:

    A Globo também está ajudando, e já ajudou, o Flamengo para que este não pegasse uma punição severa pela Conmebol.

    Esse grupo de mídia monopolista ainda continua ditando as regras mesmo sendo investigada nos tribunais americanos. Devido a corrupção que também está encravada dentro dessa instituição chamada Conmebol, a Globo sabe que ela ainda comanda…

    Ela sabe que a justiça brasileira não fará absolutamente nada contra ela.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: