Advertisements

TJ-SP nega recurso de Andres Sanches para reduzir janela de votação dos associados do Corinthians

Luiz Moura, André Negão e João de Oliveira

Recentemente, através de preposto, o bacharel de direito João de Oliveira, funcionário de seu gabinete parlamentar, o deputado federal Andres Sanches (PT), ingressou na Justiça para reduzir a janela de votação dos associados do Corinthians, prevista pelo Estatuto, de obrigatórios cinco anos de contribuição, para dois.

A 1ª Instância negou-lhe a liminar, mas concedeu prazo de quinze dias ao Corinthians para explicar suposta contradição em sua leis, que poderia dar margem a questionamentos.

Inconformado, Sanches recorreu, novamente segurando as cordas de seu empregado, ao TJ-SP, que manteve a decisão, alegando que o juíz original terá tempo suficiente, até o dia das eleições (03 de fevereiro de 2018) para analisar o caso e proferir sua sentença, sendo desnecessária, por enquanto, qualquer tipo de liminar.

O grupo “Renovação e Transparência”, que banca a candidatura do parlamentar, acredita que a redução da janela o beneficiaria – existem suspeitas de associados recentes bancados pela gestão, diferentemente do quadro atual, que, segundo pesquisas, é favorável ao adversário.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: