Anúncios

Corinthians vence o Derby que começou no dia anterior

A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, multidão

Após uma exibição espetacular na primeira etapa, o Corinthians defendeu tudo no segundo tempo, conseguindo vencer o Palmeiras por suados três a dois, em Itaquera, garantindo importante vantagem de seis pontos para o segundo colocado, colocando a mão na taça do Brasileirão.

Derby que começou no dia anterior, em que 32 mil torcedores compareceram ao treino final do time de Parque São Jorge, contribuindo, certamente, para sacudir a equipe alvinegra, que disputou sua melhor partida no segundo turno.

Hoje 46 mil corinthianos lotaram a Arena de Itaquera.

O Palmeiras tentou iniciar o jogo no ataque, mas, aos poucos, o Corinthians, alucinado, tomou conta do jogo, até que, aos 26 minutos, Romero, complementando batida cruzada de Rodriguinho, abriu, em posição irregular, o marcador, com direito a inusitada “selfie” na comemoração.

Dois minutos depois, Balbuena ampliou a vantagem, em cabeçada que fez Fernando Prass cair com a bola dentro do gol.

Enlouquecida, a Fiel gritava “É Campeão!”

Valente, o Palmeiras incendiou o jogo aos 35, quando Mina diminuiu o marcador.

Porém, pouco tempo depois, Jô escapou pela direita e foi derrubado por Edu Dracena, em penalidade que o próprio atacante, artilheiro do Brasileirão, converteu em gol.

No segundo tempo o que se viu foi uma partida bem diferente.

O Verdão, sem alternativa, tentava jogar no ataque, mas enfrentava um Corinthians pragmático, defendendo muito, jogando com o coração na ponta de chuteiras que não se acanhavam em jogar a bola para o mato, porque, já dizia o ditado, o jogo é de campeonato.

A insistência palestrina resultou em golaço de Moisés, aproveitando-se de rara falha do ótimo Pablo.

Daí por diante, o Palmeiras partiu para o desespero, que foi bem administrado pelo Timão, com direito até a expulsão de Deyverson, que perdeu a cabeça nos minutos finais.

Depois de uma primeira fase magnífica e um segundo turno preocupante, o Corinthians venceu quando e a quem tinha que vencer, o Palmeiras, seu principal rival, num Derby centenário que deixou o time de Parque São Jorge, merecidamente, às portas do hepta-campeonato nacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: