Anúncios

Sem limites ! Presidente da Lusa negocia jogadores com empresário que joga na Portuguesa

O Blog do Menon revelou, ontem, que o presidente da Portuguesa, Alexandre Barros, permitiu a saída do jogador Dedé, após reunião com seu empresário, que preferiu levá-lo ao Treze/PB.

Até ai, apesar de inadequado, é praxe esse tipo de reunião no futebol.

É, porém, absolutamente imoral que o agente do jogador receba salário do clube como atleta, e também comissão por negociação de jogadores, mantendo contrato vigente e atuando como titular da equipe.

Estamos falando de Marcelinho Paraíba.

Alguém acredita que um jogador que atue ao lado de seu empresário não irá beneficiá-lo, e vice-versa, em momento que deveria prevalecer o coletivo do time ?

Sem contar outros fatores subterrâneos, prováveis, mas nem sempre comprováveis, embora sabidos, envolvendo o relacionamento da cartolagem com agentes de atletas generosos em dividir comissionamentos.

Ainda mais sendo o mandatário do clube patrão, formal, do empresário.

Barros conseguiu a proeza de ser menos competente, mais obscuro e hábil na mentira (quando negou problemas no acordo trabalhista que retomou o leilão do Canindé) do que boa parte dos presidentes anteriores, quase todos, assaltantes dos cofres e da honra da Portuguesa.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: