Raí não pode se deixar usar pela diretoria do São Paulo

Descontente com manifestações favoráveis de torcedores para o retorno de Muricy Ramalho ao São Paulo, que a torcida quer na gestão do futebol, a diretoria do clube, mais precisamente Vinicius Pinotti (que banca cargos e opiniões) e o presidente Leco (que é bancado e odeia o ex-treinador), estudam manobra para evitar o prosseguimento da pressão.

A intenção é convocar outro ídolo inconteste do Tricolor, Raí, para empossá-lo em cargo figurativo dentro do departamento.

Ou seja, aos olhos do público, o ex-craque seria diretor, mas, internamente, nada mandaria, servindo ainda de escudo para a continuidade da gestão.

Se tudo der certo, todos serão exaltados.

Em dando errado, Raí, assim como Rogério Ceni, sairão como culpados.

Raí é inteligente o suficiente para não se deixar desfrutar por uma gestão imoral, a ponto de expor ídolos do clube à execração popular, mas deve ficar atento, porque, por vezes, a razão é traída pelo coração.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.