Anúncios

Promotor do MP-SP teria pedido R$ 1 milhão para não processar Corinthians pela liberação dos CIDs

Em 2016, o promotor do MP-SP, Marcelo Camargo Milani, teria pedido R$ 1 milhão para desistir de processo contra o Corinthians, por ilegalidade na concessão dos CIDs, no valor de R$ 420 milhões, destinados pela Prefeitura de São Paulo para abater dívida do clube com a Odebrecht, no âmbito da construção do estádio em Itaquera.

A informação foi revelada pelo ex-prefeito Fernando Haddad em entrevista à revista Piauí.

Em maio de 2012, Milani ingressou com ação por improbidade administrativa contra o ex-prefeito Gilberto Kassab (idealizador dos CIDs) e o Corinthians, exigindo não apenas as consequencias penais das irregularidades, mas também multa que ultrapassaria R$ 1,7 bilhão.

A simples existência do processo impedia a comercialização dos CIDs, gerando prejuízo milionário a seus detentores, situação esta que teria servido de pano de fundo para o denunciado ato de corrupção do promotor.

Disse Haddad:

Como se sabe, quando prefeito, Kassab aprovou uma lei que permitia ao Executivo emitir 420 milhões de reais em títulos, em nome do clube, que poderiam ser usados para pagamentos de tributos municipais. Com isso, viabilizava-se a construção do estádio para a abertura da Copa do Mundo”

“(…) Corinthians e Odebrecht reivindicaram que a prefeitura, diante do imbróglio, recomprasse os papéis, invendáveis dada a insegurança jurídica provocada pela atuação do Ministério Público”

“Foi quando fiquei sabendo de um suposto incidente gravíssimo envolvendo o promotor de Justiça Marcelo Milani. Fui informado de que, para não ingressar com a ação judicial, o promotor teria pedido propina de 1 milhão de reais”

Eu respondi que essa informação não mudava o teor da minha decisão, contra a recompra, e que não me restava alternativa como agente público senão levar o fato relatado ao conhecimento da Corregedoria-Geral do Ministério Público, para que fosse devidamente apurado

A Justiça, em 2015, deu ganho de causa a Kassab e ao Corinthians, mas o MP-SP recorreu.

Provavelmente a retirada deste recurso que estaria sendo negociada pelo promotor.

Em se comprovando o desvio de conduta de Milani, outros apontamentos de corrupção no esporte, alguns envolvendo o deputado federal Andres Sanches, outro, o “Caso Heverton”, da Portuguesa (em que este jornalista, em ambas as situações, com farto material comprobatório, foi chamado a esclarecer no MP-SP), que “morreram” sem que denúncia alguma fosse levada à cabo na Justiça, tornam-se, pela falta de produtividade, ainda mais suspeitos do que já eram.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: