Anúncios

Clayson no Corinthians beneficia empresários ligados a Andres Sanches

O Corinthians contratou o jogador Cleyson, que estava jogando na Ponte Preta, pagando R$ 4 milhões por 40% de seus direitos (os outros 60% pertencem ao Ituano), cedendo ainda, gratuitamente, como espécie de agrado, duas promessas da base, um deles, Léo Artur, e o outro, Claudinho, que já foi incorporado ao elenco principal.

Quem está, nitidamente, levando vantagem com tudo isso ?

A Ponte Preta é quintal do empresário de jogadores Fernando Garcia, irmão do conselheiro alvinegro Paulo Garcia, dono da Kalunga, que, entre seus indicados na gestão corinthiana tem o diretor de futebol Flavio Adauto, responsável por dar aval ao negócio.

Em verdade, os 40% “da Ponte Preta”, pertencem a quem dela se utiliza como time de aluguel.

Aliás, o Blog do Paulinho já mostrou, Garcia e Ponte estão indiciados, juntos, por associação criminosa, no caso da transferência do jogador Wanderson, ao lado doutra preposta do empresário, a Penapolense, em caso envolvendo, inclusive, falsificação de registros na CBF (também indiciada).

https://blogdopaulinho.com.br/2017/03/17/empresario-fernando-garcia-e-indiciado-por-associacao-criminosa-em-conluio-com-a-ponte-preta-e-a-cbf/

Dos jogadores enviados pelo Corinthians, por enorme “coincidência”, Léo Artur (oriundo da Penapolense), agenciado por Fernando Garcia, o outro, Claudinho, por Giuseppe Dioguardi, o Pepinho, amigo do “indispensável” Mauro Van Basten, que cuida dos interesses de Andres Sanches no futebol alvinegro.

Se, em condições normais, o Corinthians teria dificuldades de explicar as razões de emprestar duas promessas, gratuitamente, sendo que as obrigações financeiras propostas foram atendidas (os R$ 4 milhões), nestas, especificadas na matéria, sequer há necessidade de maiores detalhes, tamanha são as repetições de procedimentos e beneficiados em negócios obscuros realizados desde o Parque São Jorge.

Em tempo: conselheiros do Corinthians precisam ficar atentos por conta de regulamentação da CBF que impede um clube de emprestar três jogadores a outro da mesma divisão (tirando estes, o Timão já emprestou dois à Macaca). São grandes as possibilidades dum desses atletas ser inscrito em SEVs e Penapolenses da vida (provavelmente Léo Artur, que já é de Garcia) ou até mesmo empurrado, definitivamente, sem custo, para a Ponte Preta.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: