Advertisements
Anúncios

O Blog do Juca acertou ao falar sobre os hábitos de Eduardo Baptista

Ontem, o Blog do Juca acertou ao falar sobre os bastidores do Palmeiras que levaram à escalação, pelo treinador Eduardo Baptista, do jogador Roger Guedes, para agradar seu empresário e também ao diretor de esportes, Alexandre Mattos.

http://blogdojuca.uol.com.br/2017/04/roger-guedes-teria-saido-da-concentracao/

Quem lê o Blog do Paulinho sabe que todos os envolvidos são tratados, digamos, como “desfrutáveis” no mundo do esporte.

Esperto, Baptista se calou até a vitória contra o Peñarol, horas depois, pela Libertadores da América, que quase não aconteceu após trágico primeiro tempo em que perdia por dois a zero.

Nervoso por conta da revelação da verdade, que explicita comportamento amplamente conhecido nos bastidores, mas frequentemente ocultado por boa parte dos setoristas, o treinador palestrino atacou, sem citar o nome, ao jornalista Juca Kfouri, ciente, obviamente, que o bom resultado contra os uruguaios traria para si a defesa natural dos torcedores, que, quase sempre, preferem, cegamente, defender a quem acreditam fazer parte dos seus.

Baptista exigiu “o nome da fonte”, como se não soubesse que um dos pilares do jornalismo, que garante diversas revelações de desvios de conduta – entre os quais o citado nesse texto – é exatamente preservá-la, para que os colaboradores não sofram consequências ao ajudar a desvendar a verdade.

No grito, o treinador disse trezentas vezes “sou um homem sério”, hábito incomum e desnecessário para os que costumam, de fato, agir com seriedade e, de maneira inverossímil, vitimizou-se, afirmando ser fã do jornalista que o denunciou.

Difícil acreditar quando observa-se que Baptista é ligado ao agente Olivério Junior, conforme demonstra publicação da empresa TUDDO COMUNICAÇÃO, responsável, entre outros, por assessorar” Giuliano Bertolucci e seu sócio Kia Joorabachian, Andres Sanches (que queria o treinador no Corinthians), a ELENKO SPORTS (de Fernando Garcia, que tem atletas no Palmeiras) e até a madame Leila Pereira (da Crefisa), que dispensa apresentações.

O espetáculo deprimente de esperteza, que não sobrevive a qualquer conversa com empresários de futebol nos bastidores, desde Eduardo Uram (o preferido de Mattos), até os ligados à Kalunga (a Ponte Preta, quintal dessa gente, conhece bem), pode ser conferido no vídeo abaixo.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: