São Paulo vence ex-Polegar Rafael Ilha na Justiça

Em 2013. o ex-Polegar Rafael Ilha ingressou com ação judicial contra o São Paulo, alegando que o clube, por discriminação, não estava aceitando-o como associado.

Disse que frequentava as dependências do Tricolor desde garoto (como dependente de sua mãe), que ficou inadimplente por certo período, acertou a pendência, mas, mesmo em dia com os pagamentos, o clube não permitia seu ingresso nas dependências do Morumbi.

O São Paulo respondeu que os valores pagos eram referentes à débitos do título da mãe de Rafael, e que este, agora como titular, deveria passar pela aceitação do Comissão de Sindicância, que recusou a associação, após análise da ficha criminal.

Em primeira instância, a Justiça acolheu o pedido do ex-Polegar, obrigando o Tricolor a exibir todos os documentos citados na ação, tendo ainda que justificar a recusa em aceitá-lo como sócio do clube.

Dias depois, o São Paulo recorreu, e venceu.

Acordão da 6ª Câmara do TJ-SP diz que o clube tem o direito, sobre critérios próprios, de aceitar ou recusar os membros que deverão fazer parte de seu corpo associativo.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.