Anúncios

Andres Sanches gastou R$ 300 mil para montar bar em sociedade com auditor do estádio em Itaquera

Lucas Sanchez, Andres Sanches e o filho de Giuliano Bertolucci

Em 24 de janeiro, revelamos que o deputado federal Andres Sanches estava prestes a inaugurar o bar Monkey Burger n’ Shake, utilizando-se, mais uma vez, do filho, Lucas Sanchez, como preposto, em sociedade com o advogado Guilherme Molina, contratado pelo Corinthians para auditar as obras da Arena de Itaquera (em que o parlamentar participou ativamente).

Matéria e documentos podem ser lidos no link abaixo:

https://blogdopaulinho.com.br/2017/01/24/andres-sanches-abre-empresa-em-nome-do-filho-e-de-auditor-do-estadio-de-itaquera/

Menos de um mês depois, em 17 de fevereiro, o estabelecimento abriu as portas, com direito a presença de Ronaldo “fenômeno”.

Depois que o negócio foi escancarado, a revista Veja – São Paulo decidiu, não se sabe por questões editoriais ou talvez estimulada (o texto tem atmosfera de matéria paga), realizar “reportagem” sobre os bares da Rua Diogo Jacome, deixando, em destaque, o filho de Sanches, a quem trata como “empresário”.

Em sendo verdade o que diz o garoto à publicação, dá para se ter breve noção do quanto Andres Sanches tem investido em casas noturnas, suspeita-se, com objetivo de justificar rendimentos em que teria dificuldades de comprovar origem (fala-se em comissões por transações de jogadores; “agrados” da Odebrecht, etc.).

O “Monkey” teria custado R$ 300 mil somente em reformas, estando localizado no metro quadrado comercial mais caro de São Paulo, com preço, segundo a Veja, de R$ 17,2 mil o m².

Vale lembrar que nos últimos dez anos, Andres Sanches, que até 2007 morava de aluguel na Zona Oeste de São Paulo, teria trabalhado, boa parte deles, como presidente do Corinthians (oficialmente sem salários), e seu rendimento como Deputado Federal (R$ 33 mil brutos), descontando-se custo de vida e aquisições de imóveis e empreendimentos diversos no período citado, não seria suficiente para bancar a empreitada.

De algum lugar saiu o dinheiro.

O mistério, tudo indica, será revelado, em parte, na ação que tramita no STF em desfavor do parlamentar, nas mãos de Celso de Mello, e no trabalho da Operação Lava-Jato, que já levou André Negão, chefe de gabinete do deputado petista, ao constrangimento da condução coercitiva.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: