Nova diretoria do Palmeiras desiste de recurso e “se acerta” para pagar R$ 260 mil a sócio de Andres Sanches

mauricio-galiotte

No início de 2016, o empresário de jogadores Beto Rappa, sócio (por vezes preposto) do deputado federal Andres Sanches em “rolos futebolísticos”, ingressou com ação judicial para cobrar R$ 260,5 mil do Palmeiras.

Tratava-se de uma das quatro parcelas acertadas quando da aquisição do lateral, ex-Corinthians, Weldinho.

À época o negócio foi fechado por José Carlos Brunoro, tão mal-afamado quando os citados.

O processo estava para ser julgado em segunda instância, em recurso impetrado ainda na gestão Paulo Nobre, mas bastou o novo presidente, Maurício Galiotte, espécie de “deita e rola” de Mustafá Contursi no Verdão assumir a gestão palestrina para, um mês depois, em dezembro, o Palmeiras anunciar a desistência oficial de seguir com a reclamação.

Sem briga, o Palmeiras acertou-se com Beto Rappa, que receberá, nos próximos dias, os valores reclamados.

Confira abaixo o que já contamos sobre a relação entre Andres Sanches e Beto Rappa:

Corinthians desvia jogador da Seleção Sub-17 para “laranjas” de Andres Sanches

FIFA investiga e pode punir Corinthians por fraude em transação do zagueiro Cleber

Ação do SAFRA contra familiares de Andres Sanches cita “laranja” do caso Jucilei

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.