Nova prova de fraude que pode rebaixar o Bonsucesso no Rio de Janeiro

b80f6-ladrao1420ty0

Publicamos, ontem, evidências de fraudes cometidas pelo gestor de futebol do Bonsucesso/RJ, Marcelo Salgado, com a conivência do Departamento de Registros da CBF, que podem resultar no rebaixamento do Bonsucesso no Campeonato Carioca 2017.

Fraude no BID da CBF pode rebaixar Bonsucesso no Campeonato Carioca

Abaixo, o leitor terá acesso a documento oficial da FERJ, que Marcelo assinou, no início de janeiro, como presidente da equipe carioca, sem sê-lo, numa ação que poderá resultar, inclusive, em inquérito policial pelo crime de falsidade ideológica.

fraude-1

Não bastasse isso, há dois dias, despacho da Décima Segunda Câmara Cívil do Rio de Janeiro, assinado pela desembargadora Lucia Maria Miguel da Silva Lima, pede que a empresa L&S Assessoria, da qual Marcelo Salgado é proprietário, manifeste-se sobre pedido de impugnação do contrato de gestão (que nada tem a ver com a presidência) do Bonsucesso.

fraude-2

Com relação ao gestor de futebol do Bonsucesso ter logado na pagina da CBF na condição de Presidente (conforme comprova a matéria de ontem), basta verificar “print” do sistema da Casa Bandida e notar que existem opções diversas (para diferentes cargos do clube) de cadastramento, mas, deliberadamente, em fraude, Marcelo decidiu apresentar-se como mandatário máximo da agremiação:

fraude-3

Sobre o caso, advogado especialista em direito desportivo, ouvido pelo blog, garante:

“Gestão e administração não são plenos poderes… a desembargadora (que admitiu o contrato de gestão) não deu poderes para ele se autoproclamar Presidente do clube como ele fez, ilegalmente, nos sites da CBF e da FERJ”.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.