Como de costume, a Copa São Paulo é do Corinthians

pedrinho

O Corinthians sagrou-se campeão da Copa São Paulo de Juniores ao vencer o fraquíssimo Batatais, equipe da segunda divisão do futebol paulista, por dois a um.

Foi um jogo de gato e rato.

Durante a primeira etapa, esforçados, os jogadores de Batatais chegaram até a criar algumas oportunidades, mas, no segundo tempo, apesar da pouca inspiração alvinegra, o Timão conseguiu vencer a retranca adversária e colocou a mão na Taça, pela decima vez.

Carlinhos e Marquinhos marcaram pelo Corinthians, quase no final do jogo, e Douglas Pote, num golaço, fez o de honra dos vice-campeões.

Destaque negativo, habitual, para as facções criminosas Gaviões da Fiel e seus “clebinhos”, que paralisaram a partida por quatro minutos ao acenderem sinalizadores, mesmo cientes, há tempos, da proibição.

O título foi justo, mas não deveria ser o objetivo principal de uma categoria de base, que somente tem razão de existir se conseguir formar bons jogadores para o time principal.

Dessa grupo alvinegro, se tanto, dá para salvar dois ou três jogadores, sendo que um deles, o tal de Fabrício, tem o salto da chuteira maior do que o futebol.

Os outros dois são o garoto Pedrinho, técnico e esforçado, e, talvez, o centroavante Carlinhos.

Veremos agora o que o grupo de Andres Sanches, dono da base alvinegra, tem planejado para esses atletas: trabalhá-los para o clube ou utilizá-los para satisfação financeira de seus paceiros comerciais ?

Nos últimos nove anos, a segunda alternativa, lamentavelmente, foi a que prevaleceu.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.