Sócio do Palmeiras na Arena Palestra, Walter Torre Jr. pagou R$ 500 milhões para liberar bens na Justiça

walter torre pt

Enrolado até o pescoço nas investigações da Operação Greenfield, da polícia federal, referentes à supostas fraudes cometidas pela WTORRE no FUNCEF, o empresário Walter Torre Jr., sócio do Palmeiras na Arena Palestra, teve os bens bloqueados pela Justiça.

Desesperado, propôs “acordo de garantia”, em que depositaria, à título de cobrir eventuais prejuízos gerados por sua empresa ao referido Fundo, quase uma confissão de culpa, o valor de R$ 500 milhões.

Meio bilhão de reais.

A Justiça Federal de Brasília concordou com a proposição.

Em consequencia, o juíz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, liberou os bens de Torre.

Agora o processo segue seu curso natural concomitantemente a outras acusações contra o empresário, entre as quais as da Operação Lava-Jato, que o associam a benefícios indevidos recebidos por personalidades da alta cúpula petista.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.