O último suspiro de Dilma Rousseff (ao vivo)

dilma expulsa

Com início previsto para as 09h, o Senado brasileiro dará sequência aos preparativos do funeral da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), que agonizará, ao vivo, com respostas estudadas diante de questionadores que sequer possuem dúvidas.

A farsa, absolutamente teatral, servirá para finalizar os ritos legais do impeachment, que tem resultado sem possibilidade alguma de modificação.

Os senadores, alguns por ideologia, outros por oportunidade, dependendo da duração da sessão, poderão ainda hoje ou, no mais tardar, amanhã, expulsar não apenas a presidente do Planalto, mas também o PT da vida pública brasileira, convenhamos, atendendo o desejo da grande maioria da população.

Nem mesmo os petistas têm coragem de, em público, levantar a bandeira do partido, conforme vem sendo demonstrado nas atuais campanhas a Prefeitos e Vereadores pelo Brasil.

Em exemplo, o ex-ministro de Dilma, Edinho Silva, acusado por diversos atos de corrupção pela Operação Lava-Jato, tenta, ainda, infelicitar os eleitores de Araraquara (é candidato a Prefeito), enganando-os até no cartaz de campanha, em que, de maneira vergonhosa, omite o nome do partido, as cores e até seu sobrenome “silva”.

Dilma bem que poderia, em vez de voltar a mentir em rede nacional, aproveitar o espaço para, em pronunciamento, pedir desculpas pelos erros e desvios de conduta (os próprios, e, principalmente, os de seus “companheiros”), para, em sequencia, renunciar.

Não deverá fazê-lo por diversas razões, em que estão inseridos o ego, os compromissos morais assumidos com bandidos do PT, além da falta de grandeza, desejável para quem ocupava, até outro dia, o mais importante cargo do país.

Assista abaixo, ao vivo (começa às 9h), o depoimento de Dilma Rousseff (PT) no Senado Nacional

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.