O dirigente, o jogador, o torcedor e a derrota do Corinthians

negão e vinicius andre

Ao fundo, no bairro do Tatuapé, em São Paulo, num apartamento incompatível com a renda do proprietário, televisão de LED sintonizada na derrota do Corinthians para o Grêmio, por três a zero, diante de mais uma exibição confusa da equipe.

O jogo foi disputado ontem, em Porto Alegre.

De costas para o aparelho, sorridentes, apesar da derrota, o vice-presidente do Corinthians, André Negão, e seu filho, André Vinicius, que recebeu durante cinco anos R$ 40 mil mensais em salários pagos pelo clube, tendo entrado em campo pelo Timão numa única oportunidade, posam para fotografia, sem dar muita bola para o jogo.

Enquanto isso, em lares de torcedores comuns e na Arena do Grêmio, corinthianos, atentos ao embate, permaneciam sofrendo pela equipe.

Este é o verdadeiro retrato que define a diferença entre quem é apaixonado por um time de futebol e aqueles que sobrevivem de seus recursos, mesmo que, oficialmente, nada seja contabilizado.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.