Anúncios

Tudo em Sima, o maior artilheiro nordestino

sima

Por JOSÉ RENATO SATIRO SANTIAGO

Dia 3 de fevereiro de 1966, a vitória do Piauí por 1 a 0 frente o Auto Esporte foi um marco para o futebol piauiense, algo inimaginável para aqueles poucos que presenciarem a partida.

O gol da vitória foi marcado por um rapaz de 17 anos, Sima, o primeiro da carreira daquele que acabou por se tornar o maior nome do futebol em seu estado.

Nascido no povoado de Matões, na pequena cidade de Miguel Alves, em 7 de março de 1948, Simão Teles Bacelar foi um dos maiores artilheiros da história do futebol brasileiro.

Ainda franzino foi cedido para disputar o campeonato intermunicipal pela cidade de Barras. Na verdade poucos acreditavam no potencial daquele atleta, que se tornou artilheiro desta competição, o que o fez voltar imediatamente ao clube para ser campeão estadual em 1967.

Já como titular foi artilheiro e campeão estadual em 1968 e 1969, jogando pelo Piauí Esporte Clube.

Sua habilidade e fama de goleador fez com que fosse levado para fazer testes no Sport Recife. Acabou não ficando.

De volta a sua casa, foi artilheiro do estadual de 1970 e ao marcar 42 gols na temporada se tornou o recordista de gols no estado, feito quebrado por ele próprio em 1977, quando balançou as redes em 44 oportunidades.

Após voltar a ser artilheiro do campeonato estadual em 1971, foi contratado pelo Bahia em 1972.

Teve bons momentos do Tricolor da Boa Terra, chegando até mesmo a marcar gol de título do turno frente o rival Vitória, no entanto, contusões acabaram por fazer com que voltasse ao Piauí em 1973.

Aquele ano foi marcante para fazer com que se tornasse conhecido nacionalmente, uma vez que pela primeira vez na história uma equipe de seu estado iria participar de uma edição do campeonato brasileiro, o Tiradentes.

Sima voltou a ser artilheiro e campeão estadual em 1974 e 1975.

Artilheiro e campeão foi contratado pela equipe mais popular do estado, o River Atlético Clube, em 1977, naquele que foi seu maior ano.

Foi campeão estadual, maior artilheiro brasileiro (considerando todas as competições) com 33 gols marcados e chegou a figurar por algumas rodadas como maior artilheiro do campeonato brasileiro.

Conquistou três títulos estaduais pelo River e é o maior artilheiro da história do clube com 185 gols.

Já considerado veterano, foi cedido por empréstimo, em várias ocasiões para equipes de outros estados nordestinos, até que em 1983 foi cedido ao Auto Esporte, para, novamente ser artilheiro e campeão estadual.

Sima era considerado o Pelé em seu estado, e a grande receita para qualquer clube que almejasse conquistas.

Em 1984 ainda voltaria ao seu time de origem, o Piauí, onde ganhou seu último título de campeão piauiense no ano seguinte.

Ao contrário do que costumava ser uma característica de muitos goleadores, sobretudo naqueles anos, Sima era muito habilidoso e disciplinado, uma prova disso é que jamais foi expulso de uma partida ao longo de 21 anos de carreira.

Foram 11 títulos estaduais, sendo 10 no Piauí, e 1 em Sergipe, jogando pelo Sergipe.

Foi, por 10 vezes, o maior artilheiro do campeonato estadual.

Uma carreira de muitos títulos e gols, ao todo 530, que fizeram dele o maior artilheiro nordestino do futebol brasileiro.

Anúncios

Uma resposta to “Tudo em Sima, o maior artilheiro nordestino”

  1. Fabio Says:

    Bela história.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: