Advertisements

Confuso, Paulo Garcia lança candidatura ao lado de braço direito de Andres Sanches

Paulo, Fran e Oliverio

“Você precisa perguntar ao Mario (Gobbi, presidente) e ao Andrés (Sanchez). Ele (Fernando) não foi com uma arma na cabeça de ninguém para emprestar (dinheiro ao clube). Ele emprestou pelo ‘corinthianismo’ que tem”.

O dono da Kalunga, Paulo Garcia, lançou, agora a pouco, no Museu do Futebol, em meio a frases desconexas e constrangedoras, sua candidatura a presidência do Corinthians.

Não indicou ainda os vices, embora a presença de Osmar Stabile e seu rebanho, além do braço direito de Andres Sanches, o empresário de jogadores Olivério Junior – assessor também de Kia Joorabchian – não deixem dúvidas das associações.

Talvez por isso, a iniciativa de não convidar o Dr. Romeu Tuma Junior, ausência sentida e comentada por todos os presentes.

Há quem diga que a desfeita, porém, poderá ocasionar tempestades a campanha daqui por diante.

Roque Citadini que deve lançar-se candidato nos próximos dias, também não compareceu.

Durante a coletiva, no momento em que tentou criticar a gestão Mario Gobbi, confuso, Garcia detonou o fato de Mano Menezes possuir muitos jogadores do empresário Carlos Leite no elenco:

“A questão do Mano Menezes é difícil. Ele classificou o time para a Libertadores, mas acerta e erra. Não sei como está combinado. Ele tem muitos jogadores do empresário dele (Carlos Leite). Isso incomoda”.

Não citou, seletivamente, a atuação do próprio irmão, Fernando Garcia, que possui dezenas de atletas no Parque São Jorge, muitos deles escalados no time principal do Corinthians.

O coordenador de campanha, Fran Papaiordanou, ruborizado, quase se escondeu atrás dos jornalistas.

Mas o desespero do grupo não parou por ai, porque Garcia voltou a derrapar:

“Estavam comentando que o Roque deve lançar a candidatura dele também. Nós ainda conversamos, não temos problema nenhum. E quanto mais candidato, melhor. A situação também está rachada. Se houver um candidato da oposição que tiver mais chances do que eu, eu retiro a minha candidatura.”.

A afirmação de que pode retirar a candidatura no dia em que acaba de lança-la deixou correligionários, os poucos que compareceram, a maioria ligados a Stabile, não só boquiabertos, mas temerosos com relação a sempre indecisa posição do oposicionista alvinegro.

Destes, Dr. Haroldo Dantas, mais no intuíto de ajudar a campanha do que dizendo o que realmente pensa, comemorou, via facebook:

“A renovação verdadeira… A renovação que o Corinthians precisa… Paulo Garcia Presidente”.

Não deve saber quem é Olivério Junior ou da proximidade de Garcia com o irmão empresário.

EM TEMPO: Paulo Garcia continua sem revelar publicamente, conforme prometido, os documentos que poderiam, segundo o próprio, levar o candidato adversário, Roberto “da Nova” Andrade à cadeia. Deve ter seus motivos para a omissão.

osmar pacaembu

paulo pacaembu

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: