Interesse em Cleber faz parte do xadrez da política do Corinthians

xadrez

Recentemente, em escandaloso negócio, o zagueiro Cleber foi negociado pelo Corinthians com o Hamburgo da Alemanha por R$ 9,3 milhões.

Para surpresa geral, o clube não teve direito a sequer um real da transação, com o dinheiro todo sendo destinado para os bolsos da família Garcia e demais associados.

Como por encanto, após o candidato Paulo Garcia, irmão do agente do atleta, vociferar que mostraria documentos de transações que comprometeriam a atual gestão, entre as quais a do zagueiro, inclusive com ação criminosa de falsificação de Notas Fiscais, o Corinthians deixa vazar à imprensa o interesse em repatriar o jogador.

Da-se ainda conotação positiva ao negócio: “o clube nada vai pagar”, dizem os jornalistas.

Não se sabe, porém, se a intenção da atual gestão é realmente de contar novamente com Cleber para a próxima temporada, beneficiando outra vez os intermediários, ou de, em contragolpe, mostrar aos irmãos Garcia que “vento que venta lá, também venta cá”, numa indicação de que todos podem sair perdendo com a divulgação de verdades.

paulo garcia, andré negão e bandido gaviões

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.