Prefeitura classifica empresa de Rodrigo Braghetto como inidônea por apresentar diplomas falsificados de arbitragem

braghetto

O ex-árbitro Rodrigo Braghetto, hoje comentarista da BAND, está proibido pela Prefeitura de São Paulo, após comprovação de que sua empresa, a APTO Esportes, apresentou diplomas falsificados para participar de licitações públicas na SEME.

A denúncia, que depois se transformou em Processo Administrativo nº 2014.-0.229.060-4, foi efetuada pelo cidadão David Sanchez.

Além disso, durante o processo investigatório, Braghetto não conseguiu comprovar, com documentos – que se recusou dar ou não tinha para fornecer – todos os itens necessários para comprovar a aptidão da empresa aos serviços contratados.

Vale lembrar que Rodrigo Braghetto encerrou a carreira após denúncia do Blog do Paulinho de que recebia dinheiro do Corinthians há dois anos, que obrigou a FPF a afastá-lo da final do Paulistão, anos atrás, às vésperas da disputa.

Hoje, além de continuar prestando serviços no Parque São Jorge, a APTO, que agora foi considerada INIDÔNEA pela Prefeitura, ou seja, não pode mais fornecer serviços ao Governo, arrumou uma boquinha também no Palmeiras, além, é claro, de fornecer Notas Fiscais para a BAND.

Sanchez move também contra Braghetto processo criminal, nº 1013667-86.2014.8.26.0053, em que ratifica as denúncias efetuadas, e confirmadas, pelas investigações.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.