O Palmeiras não merece esse tipo de “ídolo”

Palmeiras precisa como nunca da Copa do Brasil

“Vai tomar no cú, seu arrombado Filho da Puta ! Que ver se tu fala isso na minha cara, pau no cu. Tu vai sentir não é a coxa e sim o cu. Filho da Puta !”

As doces e inteligentes palavras acima foram proferidas pelo jogador Valdivia, do Palmeiras, em resposta a críticas bem humoradas do apresentador global Thiago Leifert.

Errou feio.

Pior ainda foi ter postado as ofensas e as apagado logo em seguida, demonstrando não sustentar sua próprias opiniões.

Leifert foi irônico e falou exatamente o que acontece na cerreira do jogador, sobre os machucados frequentes (nunca em Copas do Mundo), sendo ainda respeitoso ao não revelar outras coisas mais, que certamente tem conhecimento, frequentador que é de rodas de jogadores de futebol.

O Palmeiras, que paga direito de imagem a Valdivia, deveria aproveitar para recuperar um pouco do prejuízo com sua contratação e salários despropocionais ao serviço executado e multá-lo, já que o atleta deve saber como se portar nessas situações, em que sempre aparece como ídolo do clube.

Aliás, pobre Verdão, de Ademir, Dudu, Evair, Rivaldo e tantos mais, submisso a um “ídolo” de barro, espertalhão, que cospe na cara de dirigentes ao tirar férias em meio a uma transação esquisita, com o clube caindo nas tabelas, e ainda é tratado com honras de Estado no retorno.

Paulo Nobre deveria expulsá-lo do Palmeiras, dar como perdido o investimento, cobrando eventuais ressarcimentos de quem o trouxe de volta ao clube em condições tão desvantajosas.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.