Candidatura de Jorge Kajuru pode ser cassada em Goiás

Jorge Kajuru pediu dinheiro ao "bicheiro" Carlinhos Cachoeira

Publicamos, semana passada, que o ex-jornalista Jorge Kajuru, candidato a Deputado Federal por Goiás, mentiu em sua ficha de inscrição no TSE, alegando possuir “Superior Completo” no campo “escolaridade”, quando, na verdade, sequer completou a sétima série do ensino fundamental.

Jorge Kajuru mente em cadastro de candidatura a Deputado Federal por Goiás

Desesperado, Kajuru fez chegar as mãos do TSE, no mesmo dia, uma carta manuscrita, com data retroativa, atestando sua real condição escolar.

Porém, em nenhum dos casos, seja na primeira inserção de dados, quanto na reparação de informações, documentos reais foram apresentados para comprovação, razão pela qual os dados permanecem inalterados, com “superior completo” na ficha, até que se esclareça a verdade.

Chamou a atenção, também, outros dados imprecisos do candidato, entre eles a inclusão dos termos “Kajuru” e “Nasser” em seu nome, mesmo não constando dos registros oficiais, prática que está sendo analisada como possível tentativa de dificultar o acesso a buscas de processos criminais contra o candidato, que, se julgados em condenações definitivas, poderiam enquadrá-lo na “lei da Ficha Limpa”.

Denunciada, a candidatura de Kajuru será julgada nos próximos dias pelo TSE, e o ex-jornalista, talvez, convocado a prestar esclarecimentos e juntar comprovantes que deem sustentação aos dados cadastrados, entre eles, também, a falta de bens e os gastos de campanha estimados, mesmo sem estar empregado, de R$ 4 milhões.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.