Psicologia, esporte e Copa do Mundo

patricia

Por PATRÍCIA DE OLIVEIRA DIAS*

A Psicologia do Esporte é uma área que já vem sendo estudada há algum tempo, mas ainda está ganhando visibilidade e buscando conquistar o seu espaço. Às vésperas da Copa do Mundo, muito tem se falado a respeito da importância de um profissional que pouco se vê e quase nada se sabe. A psicologia esportiva é o estudo científico de pessoas e seus comportamentos em contextos esportivos e de exercício, tendo como objetivo, compreender e lidar com os fatores psíquicos que interferem e afetam o desempenho físico de um indivíduo.

A preparação psicológica é uma ferramenta de extrema importância, que deve ser utilizada durante os períodos pré-competitivos, durante a competição e pós-competitivos, dando assim um suporte completo ao atleta e a equipe. Esta preparação deveria acontecer naturalmente, como parte do processo de treinamento, tal qual o trabalho de preparação física técnica e tática. Vale ressaltar que, o caminho de um atleta de alto nível é permeado por fortes cobranças, pelo alto desempenho e resultados constantes, saber conviver com lesões, lidar com conflitos de diversas ordens e zelar pelo cumprimento das regras do esporte, podendo ser advertido caso contrário.

Os resultados obtidos através da preparação psicológica são muitos, vão desde o aumento da concentração e raciocínio para melhores respostas durante a competição, diminuição de estresse a uma vivência mais harmônica dentro e fora do contexto esportivo. Os benefícios do trabalho do psicólogo do esporte não podem se restringir apenas aos atletas, é preciso ampliar a visão e entender que o atleta se relaciona o tempo todo com o técnico, o preparador físico, os membros da comissão, a equipe multidisciplinar e os demais jogadores.

O profissional precisa estar atento aos diversos tipos de modalidade esportiva, ao mecanismo de funcionamento do grupo e de cada indivíduo que compõe uma equipe cujas atuações são diferentes, porém, conectadas por um mesmo fenômeno chamado esporte.

É chegado o momento de aproximar a psicologia e o esporte através do futebol que além de ser uma paixão é uma riqueza nacional, faz parte da identidade do nosso país. Transformamos o simples futebol em um espetáculo representado pelo povo Brasileiro no mundo a fora. Ficamos famosos pelo mundo inteiro não só pelo carnaval e pela beleza das mulheres brasileiras, mas também pelos espetaculares jogadores de futebol.

Às vésperas de sediar o evento mais esperado do planeta, onde todos os holofotes se viram em nossa direção, a responsabilidade de jogar em casa pode até pesar, mas jamais paralisar. Que dirá os adversários, como irão sobreviver ao favoritismo da seleção brasileira? Como sobreviver a uma torcida fanática e eletrizada? O que vai fazer a diferença nessa Copa não é tanto a presença de determinadas qualidades, mas, sobretudo, a ausência dos bloqueios mentais e emocionais que afetam a maioria dos atletas.

*PATRÍCIA DE OLIVEIRA DIAS é psicóloga esportiva, das mais competentes.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.