Traficante “Padrinho” (ou Fusca, para o PCC) defende Lula em texto localizado pela Polícia Federal

lula dops

O texto abaixo, localizado pela Polícia Federal, foi publicado, em mídia social, pelo traficante Ângelo Canuto, preso após enviar quatro toneladas de cocaína ao exterior, tratado como “Padrinho” no mundo do futebol – inclusive pelo delegado Mario Gobbi, presidente do Corinthians, com quem fez negócios –  mas conhecido pela alcunha “Fusca”, entre aliados do PCC.

Por ANGELO CANUTO, o “Padrinho”

Lula lutou, insistiu, foi perseguido, preso, torturado física e psicológicamente.

Sua dignidade por muitas vezes lhe foi tirada.

Ao longo de sua militância aprendeu que nem sempre a força é a solução, e ceder as vezes é a forma perfeita pra se chegar mais longe.

Sem formação acadêmica, teve como primeiro diploma o de Presidente de nosso país.

Chegou ao Governo desacreditado, mas nosso país ia tão mal que muitos de seus votos foram daqueles que já não tinham fé em mais nada, essa foi a oportunidade de Lula.

Em meio a turbulentas realidades de corrupção em seu Governo, ele ainda assim conseguiu virar a mesa e tirar nosso país das garras do FMI, onde tínhamos uma das maiores dívidas do país; hoje somos credores com boas importâncias monetárias.

Moral do assunto: nosso país é carente de heróis, sabe por que ?

Porque não valorizamos nossa gente, não valorizamos os esforços dos nossos guerreiros, daqueles que fazem a diferença mesmo que diante de tantas dificuldades.

A história de Lula, em qualquer país europeu ou de primeiro mundo seria supervalorizada, e nosso discurso seria mais ou menos assim: “precisamos de um presidente assim”, mas, como é brasileiro, o produto não tem valor !!!

Tal feito aos nossos PRODUTOS, que sempre perdem espaço para PRODUTOS importados simplesmente porque tem o rótulo gringo.

Tenham orgulho de seus conterrâneos de nação, daqueles que lutam ou lutaram, que atravessaram vales da sombra da morte.

Não esperem que eles morram para ser valorizados, porque mesmo assim podem correr o risco de não entrarem para a história por consequencia de nossa cultura equivocada de discriminar pobres, negros e favelados.

Brasil, carência de heróis.

Por mim (sic) Ângelo Canuto.

Em tempo: a foto de Lula, que ilustra a postagem, é a mesma escolhida pelo traficante, e está anexada a mensagem original.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.