As marchas da violência

black bloc

Representantes da direita e esquerda brasileira perderam grande oportunidade de expor ideias interessantes, em suas respectivas manifestações, realizadas no dia de ontem, nas principais capitais do país.

Nenhuma solução, viável, para os problemas da nação foram apresentados.

O que se viu foi um desfile de energúmenos pregando a violência, seja nos métodos do passado, com a volta da ditadura, como nos dos presente, com a exaltação dos Blacks Blocs.

Demonstração da absoluta falta de preparo, político e cultural, seja dos que clamam por mudanças, como dos que defendem as imoralidades do atual sistema político brasileiro.

Mudar nem sempre significa melhorar, principalmente se há predisposição para reinserir hábitos que, comprovadamente, são ineficazes.

Assim como manter o atual estado das coisas, bancado pela corrupção, em clara desvirtuação do sistema democrático, utilizando-se de soldados travestidos de manifestantes, é algo, sim, a ser combatido.

Educação é o caminho, comunicação é a arma, punição aos infratores, uma necessidade, e o voto consciente, demonstração de maturidade.

Violência e extremismo de ideias serve apenas aos interesses daqueles que, na verdade, querem trocar de lugar com os combatidos, para, então, aproveitar-se do sistema, ou criar outros, que beneficiem um pequeno grupo de pessoas – que os cercam – em  detrimento da grande maioria.

O PT é o maior exemplo disso.

“Mudar para permanecer como está”, é o ideal do “gattopardismo”, cada vez mais presente nos dias atuais.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.