Clubes e CBF abrem guerra contra o Bom Senso FC

raul bom senso

Após diversas reuniões do Bom Senso, com representante de clubes e da CBF, chegou-se a conclusão de que não há mais nada a ser feito no campo das ideias.

Todos os argumentos e desejos dos atletas foram postos à mesa e rechaçados pela cartolagem.

Na verdade, os dirigentes, como era de esperar, empurraram com a barriga decisão que já estava tomada de não atender a nenhuma reivindicação dos jogadores.

E há mais por vir, se os atletas não se posicionarem, daqui por diante, com a coragem necessária para exigir seus direitos.

A hora é de peitar os clubes, que tem força, principalmente em período eleitoral, para exigir mudanças na CBF, e ferir, talvez, os dirigentes que muitas vezes são parceiros comerciais de jogadores, ou morrerão na praia, cheio de ideias, mas incapazes de concretizá-las.

Esta é a carne a ser cortada do próprio braço, ou seja, romper com os próprios sócios (dirigentes e empresários) para beneficiar 90% dos jogadores que vivem em situação miserável no futebol nacional.

Terão coragem, ou mais, desprendimento para fazê-lo ?

Tomara sim, porque, daí, muita coisa errada, não apenas no calendário do futebol, fair play financeiro, etc. começará a ser mudada, para benefício de todos, e tristeza dos que vivem de negociatas no submundo esportivo, muito mais prejudicando do que ajudando os jogadores de futebol.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.