Advertisements
Anúncios

Engenheiro da Odebrecht viaja com Andres Sanches para negociar naming-rights do “Fielzão”

Fielzão: Corinthians terá que tomar R$ 70 milhões emprestados para pagar juros de acordos não honrados

Mesmo sem cargo na diretoria do Corinthians, e, principalmente, em grave litígio com o atual presidente do clube, Andres Sanches, sabe-se lá por quais razões, é mantido como negociador dos principais – e milionários – contratos ligados à obra do “Fielzão”.

Hoje viaja, segundo informações, aos Emirados Árabes, no intuito de tentar convencer os sheiks a investirem nos ‘naming-rights” do estádio.

Porém, desde já, o passeio já ocasionou algum constrangimento.

Envolvido no negócio, o conselheiro alvinegro, Edgard Ortiz, diz a seus pares que a viagem do ex-presidente alvinegro segue à margem de seu conhecimento, que soube dela apenas pela imprensa, e que deverá cobrá-lo sobre o episódio.

Há quem estranhe, também, que, dessa vez, diferentemente de outrora, Sanches não leve consigo o advogado do Corinthians, Dr. Santoro, e sim um engenheiro da Odebrecht.

Na bagagem, estaria também com uma suposta proposta da Kalunga, de R$ 350 milhões (verdadeira, ou não), que serviria para demonstrar aos árabes que há interessados no negócio – da outra vez passaram o vexame de não poder citar um nome sequer – em valores próximos dos R$ 400 milhões que o clube exige para fechar o acordo.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: