Advertisements
Anúncios

PGR mira na lavagem, mas investigação pode virar pó: Perrelas devem ter sigilo bancário quebrado

perrella cruzeiro

Em inquerito da Polícia Federal, parado desde 2011, o senador Zezé Perrela e seus familiares são acusados de lavar dinheiro na transação do zagueiro Luisão, então no Cruzeiro, para o Benfica.

Oficialmente, o Cruzeiro teria negociado o atleta por US$ 2,5 milhões ao Central Español do Uruguai, espécie de “quintal” do empresário Juan Figger, porém, um mês depois, os uruguaios, “benevolentes”, repasaram o jogador para o Benfica, por apenas US$ 1 milhão.

A diferença, US$ 1,5 milhão, a PF acredita ter retornado aos Perrelas, já que, até hoje, nada ingressou nos caixas cruzeirenses.

Por essa razão, a Procuradoria Geral da República ingressará com pedido de quebra de sigilo bancário contra Zezé Perrela e seu irmão Alvimar.

Tudo indica, será acatado.

Uma investigação que, a princípio, procura pela lavagem, mas pode, depois de tudo esclarecido, terminar em meia tonelada de pó.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: