Advertisements
Anúncios

Mesmo sem cargo, Andres Sanches deita e rola no departamento de futebol do Corinthians

andres-taxinha-2013_03_07-19_30_38-UTC_thumb.jpg

A informação, confirmada pelo Blog do Menon, no UOL, de que o ex-presidente do Corinthians, Andres Sanches, ofereceu seis jogadores do clube para a Portuguesa, gratuitamente, comprometendo-se ainda a pagar, com recursos do caixa alvinegro, R$ 250 mil mensais a Lusa para “ajudar ” com os salários dos atletas, demonstra claramente o que está por vir no departamento de futebol alvinegro.

Bastou Tite cair para o grupo dos “esquemas” voltar  a todo vapor.

Sanches, que, mesmo sem cargo, tornou-se sócio do novo “fundo” que recebeu aval do Conselho para mexer com os recursos do estádio (com o mesmo poder de voto – e veto – do clube), agora voltará a dar as cartas nas negociações de atletas, com Edu Gaspar de preposto, e a aceitação comercial do novo treinador e seu conhecido empresário.

Enfraquecido pela campanha ruim do time em 2013, o presidente delegado Mario Gobbi, como em seus tempos de Detran, fecha os olhos para não se comprometer.

Seus dois homens no futebol já jogaram a toalha.

Roberto “da nova” Andrade, apesar das acusações de covardia, diz que saiu para cuidar da campanha política, enquanto Duílio “do bingo”, alegando problemas de saúde, é visto em baladas com jogadores do elenco.

Voltando aos atletas oferecidos por Andres Sanches à Lusa, temos na relação:

Andre Vinícius (zagueiro), Igor (lateral esquerdo) , Willian Arão (volante) Victor Junior (meia), Cachito Ramirez (meia) e Elton (atacante).

Os três primeiros, agenciados por gente ligada a Sanches, sendo que André Vinicius é filho do conselheiro do clube, André Negão. enquanto os últimos tem como “gestores”, quando não o próprio, parceiros do agente Carlos Leite.

Num conta rápida, os R$ 250 mil, que foram propostos como parte do Corinthians no pagamento dos vencimentos dos atletas, equivaleriam, em divisão simples, a R$ 41,6 mil para cada um.

Salário exorbitante para alguns que sequer jogaram duas partidas pelo Timão.

Ou seja, num ano, o clube gastará R$ 3 milhões para colocar jogadores de parceiros do ex-presidente (quando não do próprio) na vitrine da Portuguesa, num custo acima do comum para atletas que, segundo a justificativa da diretoria, descrita na referida matéria, não teriam demonstrado “qualidade” para atuar no elenco alvinegro.

Quem lucra ?

A Portuguesa, que nada desembolsará, e os envolvidos no negócio, certamente parceiros de salários e possíveis transações futuras dos jogadores.

EM TEMPO: dirigente da Lusa confirmou ao blog que os jogadores alvinegros foram oferecidos ao clube por Andres Sanches, e que o alvinegro, além dessa lista, disse possuir outra, caso os atletas ofertados não interessem, excetuando-se o zagueiro André Vinicius, o lateral Igor e o volante Willian Arão, que, necessariamente, tem que fazer parte do negócio.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: