Advertisements
Anúncios

“Várzea, futebol da minha quebrada” estreia hoje, na ESPN Brasil

varzea

Para conhecer o verdadeiro futebol brasileiro, é preciso entender os times de várzea, mergulhando fundo nas comunidades onde a paixão pelo futebol se mistura com a luta pela vida.

“Várzea, futebol da minha quebrada” é uma série de 3 episódios de 1/2 hora que será veiculada pela ESPN Brasil no dia 18 de dezembro às 22h e nos dias 19 e 20 às 20h, com reprise dos três episódios na sequência no sábado, dia 21 de dezembro, às 15h.

Ela mostra um ano de campanha do Noroeste da Vila Formosa, um time do bairro da Zona Leste de São Paulo.

Gravada a partir da semifinal da Copa Kaiser de 2012, vemos um retrato sincero de um time que chega a levar mais de 2.000 torcedores aos campos de várzea a cada domingo.

Além disso, a série aborda a dinâmica que permite o clube existir, a paixão de torcedores que trocam a série A do Brasileirão pelos jogos nos terrões e a forma de vida solidária na comunidade que dá suporte ao time.

Nos três episódios vemos um ciclo de vida que se repete a cada ano.

Acompanhamos a trajetória de jogadores, torcedores e dirigentes, com as vitórias e derrotas, as perdas e ganhos: uma aventura coletiva de fortes sentimentos e profundas identificações.

O drama de uma comunidade que não perde o bom humor e não joga ou assiste apenas, mas convive e compartilha um destino comum.

A série é também um retrato atual do futebol não profissional do país que sediará a Copa do Mundo em 2014.

Neste mesmo ano, a Kaiser patrocinará pela última vez o maior campeonato de futebol amador no Brasil, a Copa Kaiser.

“Várzea” é uma produção independente da La Vista Produções para o canal ESPN, e tem direção de Stéphane Darmani e fotografia de Eliot Fritel, dois franceses radicados em São Paulo. Criados e apaixonados pelo futebol amador francês, ficaram curiosos em conhecer a realidade dos amadores no Brasil.

A paixão pelo futebol aliada à curiosidade foram os impulsos para um lindo e autêntico mergulho na quebrada e no seu futebol.

Com produção executiva e direção artística de Marcelo Machado (Documentário Tropicália) e Jorge Grispum (Festival Entretodos), tem trilha sonora da Ultrassom (Binho Feffer) e “Lion Man” de Criolo como música tema.

Várzea, futebol da minha quebrada

NA TV (canais ESPN Brasil e ESPN)
Série com 3 episódios de 30 min cada
QUANDO 18 de dezembro às 22h e dias 19 e 20, às 20h com reprise dos três episódios no dia 21, às 15h.

Ficha Técnica
Direção e Produção Stephane Darmani Produção Executiva Marcelo Machado Ariene Ferreira Coordenação Artística Marcelo Machado Jorge Grispum Direação de Fotografia Eliot Fritel Roteiro Felipe Papaterra Montagem Fernando Honesko Assistente de Montagem Diego Denardi Arte Gráfica Sung Ton Ruei Coordenação de finalização Renato Briano Trilha Sonora Rubens Feffer Edição de som e mixagem Ultrassom Assistente de Produção e Divulgação Giovana Amano Assessoria Jurídica Caio Mariano Caio Fujyama Senna & Mariano Advogados Câmera Adicional Diego Denardi Anne Laure Desarnauts Som Direto adicional Jeymes Vasconcelos Colorista André Finotti

EPISÓDIOS

O primeiro episódio começa com o drama do Noroeste na derrota da semifinal de 2012 da Copa Kaiser. Uma chacina próxima à sede do clube dá a dimensão de violência em que vivem os bairros de periferia das grandes cidades brasileiras. Nosso personagem principal, Barba, é diretor da bateria, mora nas dependências do clube e teve um papel importante nessa tragédia. Com ele, vamos descobrir quem é o Noroeste e entender o que é o futebol de várzea para essa comunidade. Apresentaremos alguns dos personagens secundários da série: Dom e Paulinho que dividem o seu tempo entre o clube e a sucata que administram, além do principal jogador do time, o camisa 10 Fabinho, um jogador andarilho do futebol. Fecharemos com a alegria da vitória no primeiro jogo da temporada 2013 e a esperança de finalmente vencer o campeonato mais importante do futebol amador de São Paulo.

No segundo episódio vamos nos aprofundar no cotidiano dos personagens da comunidade e do clube. Vamos compreender suas regras, seu funcionamento e seus sonhos durante uma temporada da Copa Kaiser. Acompanharemos um domingo típico de jogo junto à rainha da bateria do Noroeste, Sílvia, torcedora apaixonada, e seu filho Carlos, uma promessa das categorias de base do Santos FC. Conheceremos também a estrela do bairro, Rildo, o exemplo do jogador, criado na várzea, que conseguiu se profissionalizar e que hoje joga na Ponte Preta. Vamos entender que o amor pela várzea não se restringe ao fim de semana, mas se estende na vida de todos. Terminamos com uma vitória importante em que o Noroeste se classifica para a quinta fase do campeonato.

No terceiro episódio mostramos que a paixão pelo futebol amador é um fenômeno crescente no subúrbio. Contrapomos o final da temporada de 2012 com o bom caminho do time até agora, alimentando mais ainda o sonho de ser campeão. O Noroeste mais uma vez precisa de um milagre para passar essa fase. Veremos como os nossos personagens se preparam e como vivem o último jogo da temporada. O resultado conclui mais um ciclo. A comunidade e o time seguem suas vidas prontos para renascer mais uma vez com o sonho de participar e vencer o campeonato do próximo ano.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

7 comentários sobre ““Várzea, futebol da minha quebrada” estreia hoje, na ESPN Brasil

  1. Haverá algum episodio sobre aquele time do Parkinson Jorge, que até meados de 1990 não tinha ganho porcaria nenhuma???

    Aquele clube que possui uma torcida plebeia…..

    Aquele que ganhou o terreno e $$$ do Geisel para construir um estádio…e não construiu….

    Aquele que se não fosse o governo e a máfia do apito….nunca teria ganho algo que preste

  2. Aí sim …. Vila Formosa na área , reduto de craques . Só time bom … Flor , Cruz Credo, Americano , Radio , Noroeste …. futebol de verdade, sem frescura . Varzea é tudo de bom .

  3. Eh um tapa na cara da televisao brasileira, um producao francesa para mostrar o futebol de varzea no Brasil. A tv brasileira esta pior que a varzea, so produz o que lhe interessa, de qualidade duvidosa, em prol de 2 times bajulados e ajudados.

  4. O maior destaque desse documentário deve ser aquele time de várzea que ficou 23 anos sem ganhar nem campeonato de par-ou-ímpar, mas finalmente fêz a várzea ser conhecida na mídia. Parabéns às meninas!

  5. ENGRAÇADO QUE MESMO FICANDO 23 ANOS SEM GANHAR NENHUM TITULO E O UNICO TIME QUE TEM OS TRI CAMPEAO MUNDIAL COMO FREGUES DE CARTEIRINHA E O UNICO TIME QUE COLOCOU 40 MIL LOUCOS NO JAPAO…KKKKK..QDO VCS VAO CONSEGUIR ISSO?.ACHO QUE SO NA PARADA GAY. SUAS BICHAS ENRUSTIDAS.

  6. tenho um time de futebol q joga 1 divisao de barueri gostaria de convidalo p conhese o argentinos jrs

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: