Advertisements

CBF erra ao aprovar aumento de estrangeiros nas equipe brasileiras

CBF - os ratos dividem o mesmo queijo

Ontem, na divulgação de seu Regulamento Geral de Competições para o ano de 2014, a CBF cometeu erro grave contra o futebol brasileiro.

Ao aprovar o aumento de vagas a jogadores estrangeiros que possam atuar numa mesma equipe – de três para cinco – é evidente que o prejuízo maior será dos jovens talentos, cada vez mais segregados ao ostracismo nas categorias de base.

Até porque, convenhamos, jogador de futebol “importado” em boa fase ou de bom potencial serão raros por aqui, sobrando apenas os que não se deram bem noutro país, sem mercado nem valor no exterior, mas vendidos a peso de ouro, como se fossem craques.

Só quem ganha com a medida são empresários e dirigentes de clubes, que, com a desculpa de qualificar o elenco encontraram novo campo para negociações – e comissões.

Advertisements

Facebook Comments

24 Responses to “CBF erra ao aprovar aumento de estrangeiros nas equipe brasileiras”

  1. Fred - Corinthians Gaivotas Fiéis. A unica torcida Gay do Brasil. Ricky Martin cantará na abertura da Copa no Gaivotão...Assim as bixas piram!!! Says:

    Acredito ser um erro tb. 3 vagas estavam ótimas para estrangeiros. A europa da 3 vagas para extra-comunitários

    Pq teremos q abrir mais vagas??

    Gaivotaram a CBF. Veremos uma enxurrada de jogadores latinos ruins de bola ocupando vaga de brasileiros

  2. EdUardo Says:

    Paulinho nao esqueca de passar protetor solar! Kkkkkkkkk

  3. Carlitus Says:

    Concordo com a medida.
    O boleiro brasileiro está precisando de concorrência Aliás,o futebol brasileiro está precisando de concorrência. Além de jogadores, sou favorável à contratação de treinadores, preparadores físicos e até dirigentes estrangeiros. É perfeitamente possível contratar jogadores colombianos, paraguaios, argentinos, uruguaios equatorianos de muito bom nível. Além de custarem menos, são menos soberbos e com muito mais disposição para “vencer na vida” dos que os nacionais. A minha preferência é por argentinos e uruguaios: além da voluntariedade costumeira, são taticamente muito mais conscientes do que os brasileiros.
    .

  4. Carlos Almeida Says:

    Não sei. Para mim é uma forma de obrigar a redução dos salários dos jogadores brasileiros, que hoje estão a nível europeu. Qualquer cabeça de bagre que jogue, em especial na série A, começa a negociação na base do cem mil por mês, fora luvas e outros. Um jogador estrangeiro aqui ganha muito menos. Quer um exemplo, o Vargas segundo a imprensa o jogador aceitou ganhar R$ 270.000,00 mês no Santos e olhe que ele é titular da seleção chilena e vai jogar a Copa 2014. Um Elano que joga com o nome ganha quase o dobro disso.Quanto a base a falta de chance na realidade é que a cada ano que passa a coisa está ficando pior. O Brasil só está levando chumbo nos mundiais sub.

  5. Nave Espacial Allianz 2014 Says:

    Ótimo para o PALMEIRAS, mais 2 gringos bons de bola vem ai…

    RUMO AO ENEACAMPEONATO EM 2014!!!!

  6. Nave Espacial Allianz 2014 Says:

    Estádio novo, CT novo, dezenas de lojas inauguradas em poucos mêses, grandes jogadores chegando em 2014…
    Xiiii… O Gigante Verde acordou, agora aguenta!!!

    http://m.lancenet.com.br/palmeiras/nota/LANNWS20131206_0245

  7. Alex franco Says:

    Isso é coisa de bambi são paulino pra aumentar o numero de machos no seu elenco…

  8. Victor Dunstan Says:

    Logo teremos muitos Zizao da vida…e Defedericos…novo Messi!! Kkkkkk

  9. Antonio Frederico (@fredericocalico) Says:

    Em se tratando de mercado, a livre concorrência é bom para os bons profissionais. O problema é o Brasil, que não dá condições para seus cidadãos brigarem de igual para igual, mas aqui não é mesmo o país do “jeitinho”? Então que cada um continue dando seu “jeito” e votando no PT…

  10. Fred Abreu Says:

    Não tem nada a ver comparar as 5 vagas para estrangeiros no Brasil com as 3 vagas europeias para extracomunitários. Como a União Europeia é enorme, encontramos times com quase nenhum jogador nascido no próprio país. Se fôssemos utilizar o mesmo critério no Brasil e não considerar os jogadores do Mercosul como extracomunitários, jamais utilizaríamos completamente as vagas para extracomunitários. Acho muito positivo esse intercâmbio com jogadores e técnicos estrangeiros para sairmos da mesmice tática que se encontra nosso campeonato nacional.

  11. kasparaitis Says:

    Paulinho, permita-me discordar veementemente de você neste caso. o errado aqui é apenas o fato da CBF estar aprovando esta mudança agora por motivos eleitoreiros.

    agora a mudança em si creio ser excelente para o futebol nacional. vou mais além, o ideal seria que jogadores do Mercosul não contassem como estrangeiros, assim como na europa existem os “jogadores comunitários” dentro da UEFA. mais estrangeiros por aqui é bom por dois motivos: 1- técnico. teremos equipes mais fortes. eles não irão roubar vaga dos “garotos da base”, mas sim dos pernas de pau (que não são poucos). na América do Sul existem muitos jogadores tão bons ou até melhores do que os Parás, Edinhos, Romarinhos, Jumares, etc que temos aqui. basta ver o sufoco que os times brasileiros vivem tomando na Libertadores e Sulamericana, sendo eliminados por Tolimas, Once Caldas, LDUs da vida. jogadores destes países são baratos para comprar e se manter. e aí vem o motivo 2- financeiro. você já viu a média salarial dos jogadores nos campeonatos chileno, argentino, colombiano, etc? sai muito mais barato contratar esses caras que ficar refém pagando 500 mil pra um Kleber “bundiador” da vida. a médio prazo, a competição com os gringos faria todos os meia-boca que hoje ganham salários milionários reduzirem seus ganhos para terem onde jogar. veríamos folhas salariais bem menos inflacionadas e mais condizentes com nossa realidade e com os cofres dos clubes. menos casos de salários atrasados.

    sem falar que com equipes mais fortes, teremos um futebol mais bonito de ver e que atrairia mais contratos televisivos do exterior, mais grana entrando nos cofres dos clubes. não adianta ficar dizendo que isso é ruim pros “garotos da base” quando você sabe muito bem que atualmente boa parte deles (os melhores) vai pro exterior antes mesmo de estrear no profissional. quer dizer. devemos ficar guardando vaga pros garotos meia-boca da base? guardando vaga pra um Rodrigo Caio ou Guilherme Biteco da vida? mil vezes um hermano qualquer que saiba dar um passe de dois metros!

  12. Joao Miranda Says:

    Esta medida eh apenas o começo para o Bom Senso Futebol Clube, a C.B.F. ainda tem um saco de maldades para .esta classe tao sofrida que eh o jogador de futebol.kkkkkkk

  13. Beto Says:

    Para mim nada muda, o porcentagem de estrangeiros jogando aqui é muito baixo, quanto a base infelizmente com a atual política de distribuição de dinheiro, onde cada vez mais fica limitado a um numero pequeno de clubes, a tendência é se revelar cada vez menos jogadores. Pegando a cidade de São Paulo como exemplo, clubes de tradição já desapareceram do mapa e muitos estão no mesmo caminho, jogam o estadual e depois fecham as portas esperando o próximo ano.

  14. geraldo pedro pavan Says:

    eduardo:nao esqueca de uma vasilhina no fiofo

  15. Sou Curintiano Corrupto e Pilantra Says:

    Que sejam benvindos os bons jogadores estrangeiros, assim diminuiremos um pouco a quantidade de pernas de paus tupiniquins que infestam os campos se achando craques e ganhando fortunas.

  16. Jesus Says:

    Aí tem coisa dos bambis do Jardim Leonor, pois qualquer medida que tome a CBF do ditador tricolixo (gostei) Marin, é para beneficiar esse clube.

  17. Jesus Says:

    Corrupto e pilantra, você só fala bobagens.

  18. Daniel Cordeiro Says:

    É muito bom essa média , caras como Márcio Araújo perderão espaço e os salários milionários , após é fechar acordos entre clubes para troca de jogadores e trazer uns técnicos bons para melhorarmos o nível do nosso futebol

  19. Wagner Says:

    Se pode médico cubano tb pode mais jogadores estrangeiros…

  20. ITAQUERENSE Says:

    tem muita coisa em jogo por traz dessa decisão do didator bambi tricolixo zé da medalha!
    essa decisão foi tomada para que ele consiga mais apoio politico para as eleições da CBF em 2014 e é claro para que seu time predileto o SPFW se saia bem.
    veja o que diz esse trecho do blog do cosme rimoli, um verdadeiro jornalista que não esconde a verdade e entende como ninguém sobre os bastidores do futebol brasileiro sem dar tratamento diferenciado a clube A ou B:
    comemora Marin.

    Ele está satisfeito demais aqui na Costa do Sauípe.

    O dirigente fechou um acordo político importante.

    Com seu grande inimigo na eleição do próximo ano.

    Com o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Noveletto.

    Há muito tempo, ele tentava uma mudança na legislação brasileira.

    Queria ver aumentado o número de estrangeiros nos times brasileiros.

    Era um pedido de seus filiados, Internacional e Grêmio.

    O estado que fica no extremo sul do país tem facilidade em contratar.

    Argentinos e uruguaios.

    Há muito tempo requisitava o fato de os times poderem atuar com mais jogadores de fora.

    E finalmente Marin cedeu.

    O número de atletas poderá chegar até cinco atletas.

    Talvez quatro em campo e um no banco.

    Ou até os cinco atuando.

    Não está definido.

    Mas o Brasil será mais liberal em relação aos estrangeiros.

    Muita gente vê uma aproximação entre Noveletto e Marin.

    O atual presidente da CBF já tem apoio suficiente para fazer seu sucessor.

    Eleger Marco Polo del Nero.

    Mas ele segue com a ideia fixa de não viabilizar a oposição.

    Não dar chance qualquer para Andrés Sanchez.

    Tomar seu maior cabo eleitoral, o presidente gaúcho, seria sensacional.

    O dirigente da CBF está em estado de graça.

  21. LZ Says:

    Eu acho isso muito bom.
    Tem muito perna de pau ganhando 200 Mil por mês.

    Com um maior número de extrangeiros, dá para contratar bons jogadores do Paraguai, Argentina, Chile etc com um custo bem menor e com mais qualidade.

    Isso certamente vai jogar os salários para baixo, se o clube for bem administrado, vai levar vantagem neste ponto.

    Isso diminui tbm a dependencia de jogadores ruins da Base com empresários sugando os clubes, basta dizer que por mais da metade do custo se contrata um melhor fora do País.

    Com a grana que rola aqui no Brasil, era para isso aqui ser a Premier League da América do Sul.

    Mas todos sabem o pq não é.

    Vale lembrar que isso somente foi feito por questões politicas da CBF para tentar ganhar a eleição.

    Caso não fosse assim isso nunca ia acontecer.

  22. Wagner Says:

    Acho que a CBF esta correta, pois seria uma das maneiras de abaixar estes salarios fora da realidade.

  23. EDU Says:

    CONCORDO PLENAMENTE COM A CBF EM AUMENTAR DE 3 PARA 5 OS ESTRAGEIROS NO BRASIL PQ ASSIM DA MAIS CONCORRENCIA E OUTRA A VAGA SAO 5 CONTRATEM ESTRANGEIROS A EQUIPE QUE QUISER

  24. Juniorpxp Says:

    Erraram sua bunda, jogador brasileiro é muito acomodado, só se joga, não tem raça, são poucos que honram os times. Os estrangeiros normalmente sem entregam mais e correm mais. O certo era não ter limite, na Europa não tem essa merda. Enquanto não surgirem jogadores igual antigamente, por mim um time inteiro poderia ser de estrangeiros. Olha a copa do mundo, é um grande exemplo. O futebol brasileiro está ultrapassado faz tempo.

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: