Advertisements

Bom Senso FC: Nota Oficial sobre Fair Play Fiscal e Trabalhista

bsfc

O Bom Senso FC, neste momento particular que vive o futebol brasileiro, comemora o comunicado oficial da CBF cuja proposta para Fair Play Fiscal e Trabalhista foi apresentada.

Esta pauta foi exposta como um dos pontos prioritários do movimento e sua implantação poderá trazer, enfim, transparência, credibilidade e desenvolvimento ao futebol no país.

Entretanto, na “Proposta de Sucesso” exibida pela CBF, é necessário que outros dispositivos sejam inseridos como contrapartida e garantia para que os clubes e seus gestores cumpram o plano à risca.

Para isso, representantes do Bom Senso FC se reuniram na última segunda-feira (25/11) com o secretário do Ministério dos Esportes, Toninho Nascimento, e expuseram a necessidade do acréscimo dos itens abaixo na proposta oficial que será enviada ao Congresso Nacional.

O Bom Senso FC propõe, em adição ao que já havia sido colocado pela comissão de clubes e pela CBF como Fair Play Fiscal e Trabalhista:

1) Os clubes de futebol deverão assumir o compromisso de apresentar um resultado final do exercício, quando prejuízo (déficit), não superior a 10% (dez por cento) de sua receita total nos dois primeiros anos e 5% (cinco por cento) de sua receita total no terceiro e quarto ano. A partir do quinto ano o clube não deverá trabalhar com prejuízo (déficit) para se evitar a falta de cumprimento de outros compromissos (fornecedores, prestadores de serviços, credores diversos, instituições financeiras, etc) e, dessa forma, limitar o prejuízo das equipes brasileiras.

2) Para o controle do pagamento dos salários, deverá ser criada uma Agência Reguladora independente e com poderes para fiscalizar, evitando-se, deste modo, a exposição do atleta;

3) Os clubes assumirão o compromisso de apresentar, mensalmente, o comprovante de pagamento de salários e demais verbas à Agência Reguladora. Em caso de não apresentar os comprovantes, ficará caracterizado o inadimplemento dos mesmos, com a respectiva penalização;

4) Enquanto a dívida não for saldada, o clube fica impedido de contratar novos jogadores;

5) Se a dívida não for saldada no final do ano, o clube ficará impedido de disputar competições no ano subsequente, ficando rescindidos, automaticamente, os contratos de todos os atletas, por culpa única e exclusiva do clube, sem prejuízo do pagamento das verbas rescisórias e demais valores devidos;

6) Para fins de definição, o salário tratado neste documento diz respeito àqueles recebidos tanto pelos jogadores quanto pelos demais funcionários do clube.

7) Como salário, entende-se todo o valor recebido pelo atleta, a teor do disposto no parágrafo 1º, do artigo 31 da Lei Pelé, incluindo-se o Direito de Imagem naquele rol;

 O Direito de Imagem poderá representar até 20% (vinte) por cento da remuneração total do atleta, com o objetivo de se evitar fraudes;

9) O dirigente será solidariamente responsável pelo inadimplemento aqui tratado durante o período de sua gestão.

Estamos comprometidos com o propósito de auxiliar o desenvolvimento e a evolução do futebol brasileiro. Este é o momento de contribuir e inserir todas as questões pertinentes para que, enfim, possamos considerar essa uma verdadeira proposta de sucesso. O Bom Senso FC gostaria de apresentar suas ideias em torno de uma mesa, e não por troca de comunicados oficiais, que nem sempre permitem as melhores soluções, além de retardar possíveis acordos.

Aguardamos um posicionamento da CBF e um convite para que possamos avançar nas discussões acerca do Fair Play Financeiro e do calendário brasileiro, dentre outros, sempre em busca de um futebol melhor para todos.

Bom Senso Futebol Clube

Por um futebol melhor
para quem joga,
para quem torce,
para quem transmite,
para quem patrocina.

Por um futebol melhor para todos.

Advertisements

Facebook Comments

10 Responses to “Bom Senso FC: Nota Oficial sobre Fair Play Fiscal e Trabalhista”

  1. Arthur Says:

    Paulinho, o Bom Senso não vai se pronunciar sobre o episódio Julio Baptista?

  2. José Oliveira Says:

    Tudo muito bom, tudo muito bonito, mas quem vai fazer os jogadores honrarem seus contratos de se empenharem em campo quando os mesmos quiserem derrubar seus técnicos, causando prejuízos as agremiações tanto financeiros quanto esportivos?

    Isso tá me cheirando a dedo da DONA do negócio… Ela mesma, que deve 1 bilhão ao fisco.

  3. José Oliveira Says:

    Percebam na nota: PARA QUEM TRANSMITE…

  4. Joãozinho 30 Says:

    Hahahahahahahaha¨
    O estádio doado pelo povo aos gambás nem foi entregue ainda e já está caindo aos pedaços! hahahahahahaha

    http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2013/11/1377258-equipamento-desaba-e-destroi-parte-da-arquibancada-do-itaquerao.shtml

    Pena que o estádio estava vazio.

  5. Jéferson Santana Says:

    Paulinho, acabei de ouvir no rádio que desabou uma parte do Itaquerão. Estão falando na Jovem Pan AM.

  6. Eder Says:

    Não ouvi nenhuma reivindicação para a figura principal do futebol, “o torcedor”. Esse BSFC é uma piada desde o começo!

  7. Palestrino Jr. Says:

    Abaixo esse tal de Bom Senso!! Pelo fim da famigerada Lei Pelé, que destruiu os clubes brasileiros! Fora jogadores mercenários e marmeladeiros que desrespeitam os torcedores, pois mudam de clube a cada 6 meses, sempre beijando o escudo do time nas camisas, forçam expulsões para não jogar e fingem contusões!! Fora, pilantras!

  8. Palestrino Jr. Says:

    “Meu chefe”, diz Odebrecht para Lulla, que se despede da torcida: “Até 2014”

    http://entretenimientope.terra.com.pe/oscar/2009/interna/0,,OI5329149-EI6578,00.html

  9. José Carlos Cataldo Says:

    Caramba!!! Esse pessoal do Bom Senso só quer saber do seu bem estar, desejam que o clube paguem somente 20% de direito de imagem e neste caso arcariam com 80% do salário onde estaria embutido despesas com CLT. Porque os mesmos não incluem neste imbróglio um valor máximo de salário para jogadores e técnicos. Gente isso está me parecendo aquele ditado, faço o que falo, e não faça o que eu faço.

  10. LZ Says:

    Basicamente para os clubes realizarem estas ações informadas acima os salários terão que cair e MUITO.

    Ao que entendi os jogadores estão dispostos a ter seus rendimentos reduzidos para garantir que o salário “pingue” todo mês na conta.

    Que convenhamos que hoje o salário dos caras de 300Mil é pago um mês sim e dois meses não e só pago no quarto mês para não haver recisão contratual.

    Vamos ver até onde tudo isso vai

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: