Advertisements
Anúncios

Emocionante ! Ponte Preta faz história no Morumbi

spfc ponte

No dia em que Rogério Ceni igualou o recorde de Pelé, com 1116 jogos disputados por uma única equipe, 53 mil pessoas lotaram o Morumbi, mas assistiram, de maneira inesperada, a Ponte Preta fazer história.

Vitória por três a um, de virada, que deixou a Macaca a um passo de decidir a copa Sul-Americana, em busca do primeiro título de seus 113 anos de vida.

Uma situação que somente um esporte como o futebol poderia proporcionar.

Mesmo sem pressionar muito, o São Paulo manteve o domínio da partida durante boa parte da primeira etapa, segurando a bola no ataque, enquanto a Ponte buscava encaixar um contragolpe.

Aos 20 minutos, na primeira jogada realmente perigosa do embate, Ganso recebeu a bola na entrada da área, cortou a zaga e bateu, com enorme categoria no canto esquerdo do goleiro adversário, com a bola batendo na trave e parando no fundo das redes.

Com o Tricolor na frente do placar, a Ponte adiantou o time, equilibrando as ações na partida.

E foi premiada, aos 44 minutos, quando Wendell fez boa jogada pela esquerda, passou por Denilson, cruzou rasteiro e Antonio Carlos, na tentativa de cortar, marcou contra.

Um a um.

Na volta do intervalo, o Tricolor retornou a campo com Wellington no lugar de Lucas Evangelista.

A segunda etapa começou embaixo de tempestade e com pressão surpreendente da Ponte Preta.

Não por acaso, aos 8 minutos, após defesa milagrosa de Rogério Ceni, Leonardo pegou rebote, sozinho, e virou o marcador.

Tentando evitar o desastre, aos 16 minutos, Muricy tirou Maicon e colocou Luis Fabiano.

Quatro minutos depois, o atacante Tricolor recebeu levantamento de Paulo Miranda e quase marcou de cabeça.

O São Paulo tentava atacar, mas Ponte, jogando a vida, se portava muito bem na marcação.

E, no contra-ataque, Wendell recebeu de Rildo – um terror – pela esquerda, entrou na área e bateu forte, a bola desviou na zaga enganando Rogério, ampliando a vantagem da Macaca.

Na sequencia, Chiquinho entrou no lugar de Felipe Bastos e Magal no de Elias.

Aos 30 minutos, Ademilson saiu para dar vaga a Welliton, no Tricolor.

Na pressão, Luis Fabiano, de cabeça, quase diminuiu o marcador, aos 39 minutos, mas o goleiro campineiro salvou numa defesa espetacular.

Um minuto depois, Welliton, sem goleiro, perdeu gol incrível, com Artur salvando a bola em cima da linha.

Machucado, mas com o dever cumprido, o arqueiro ponte-pretano Roberto, chorando muito, deu lugar a Edson Bastos, aos 44 minutos.

No final, mesmo inferior tecnicamente – tanto que luta para escapar do rebaixamento no Brasileirão – a Ponte Preta honrou a sua história, derrotando o gigante São Paulo, num feito notável.

Pode agora perder até por dois gols de diferença na partida de volta para obter a vaga na finalíssima da Sul-Americana.

Ao São Paulo, que claramente subestimou o adversário, resta a missão quase impossível de tentar salvar o terrível ano de 2013 com uma goleada absolutamente improvável em Mogi Mirim.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: