Justiça dá três dias para Palmeiras pagar R$ 1,5 milhão a agentes de Henrique

frizzo tirone

Por decisão da Justiça Civil de São Paulo, o Palmeiras terá três dias, após a citação, para quitar duas parcelas atrasadas de comissão sobre a negociação do zagueiro Henrique com a NM Sports.

O montante, corrigido, ultrapassa R$ 1,5 milhão.

Terá também que arcar com as custas processuais, além de 10% de honorários para o advogado André Ribeiro, famoso no meio futebolístico.

Em não fazendo, será iniciada a penhora de bens, imediatamente após o prazo referido.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

21 ideias sobre “Justiça dá três dias para Palmeiras pagar R$ 1,5 milhão a agentes de Henrique

  1. Mas a Portumeiras nem tem fonte de renda e nem torcida… de onde vai tirar dinheiro??? Será q W. Torre emprestaria???

    pobre bugrinada Bi-rebaixadas iludidinhas……

  2. Pobre Palmeiras , como se já não bastasse ter de pagar durante 30 anos para jogar no estádio da Wtorre , todo dia aparece uma penhora . Srs , tenham pena deste pobre clube .

  3. Fred - Corinthians Gaivotas Fiéis. A unica torcida Gay do Brasil. Biro-Biro assumiu que é gay. Agora ele é Gaivota em disse:

    Portumeiras de desportos…o ex time gde da capital. Hj relevado a um papel de coadjuvante no cenário nacional

    Porqueiretes raspando o fundo do poço..

    Lixo de clube. Fascistas nojentos.Merecem coisa pior

  4. ……

    cade vez menor
    …………………..

  5. Vão penhorar o que lá na Turiassú? Tudo que tem lá é do Torrinha!!!

  6. A boneca das 10:22 deve ta muito estressada com a situação do pobre Palmeiras , seja menos violenta menina , violência não vai resolver os problemas financeiros seu e do Palmeiras .

  7. Só se penhorarem as cuecas do Nobre, eles não tem mais nada, estão falidos!!!

  8. Obrigado bananas….

    Só vejo o desespero das gambambis que já estão percebendo que o Gigante estão acordando… esses bafo de jeba são engraçados….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Treme Gambambis!!

  9. Que vergonha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Operários do Allianz Parque paralisam obra por melhorias na comida

    Funcionários interromperam trabalho momentaneamente na manhã desta quinta-feira e se queixaram da qualidade da refeição. Sindicato foi acionado

    Protesto de funcionário paralisou a obra da Arena Palestra

    Não bastasse a discórdia entre Palmeiras e WTorre pelo Allianz Parque, operários interromperam momentaneamente as suas tarefas no novo estádio do Palmeiras durante esta quinta-feira para protestar contra a qualidade da comida oferecida para as refeições.

    Segundo um funcionário da obra ouvido pelo LANCE!Net, que preferiu não se identificar, as queixas sobre o alimento ganharam força na última segunda-feira, quando alguns trabalhadores se sentiram mal após o consumo da merenda. Tiveram casos de pessoas que precisaram tomar soro.

    Insatifeitos com a situação, inédita para um operário que trabalha no local desde o primeiro semestre, os obreiros acionaram o sindicato da classe, e a atitude drástica foi tomada em conjunto nesta manhã.

    Os trabalhadores deixaram o canteiro de obras e até paralisaram o tráfego na Rua Padre Antonio Tomas, uma via de acesso ao estádio.

  10. PEOES CURICANOS QUERENDO COMER LAGOSTA. PAU NELLES !!!!

  11. Só para atualizar alguns incautos, o mais legal é, a WTORRE pode ter uma multa altíssima se não entregar no prazo combinado.

    O Palmeiras também fará reivindicações, uma delas referente ao acabamento dos prédios administrativos, entregues ano passado. Outra, que pode resultar em uma milionária multa à construtora, aponta para o descumprimento do cronograma, que indicava a finalização das obras em abril de 2013. A indenização que o clube pode pedir inclui o valor gasto com aluguel em outros estádios e a projeção de lucros caso o estádio já estivesse aberto.

    Palmeiras escolhe mediador e vai cobrar WTorre por atraso na obra

    Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/palmeiras/Palmeiras-escolhe-mediador-WTorre-atraso_0_1024097756.html#ixzz2k15IhueB
    © 1997-2013 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

    A mediação do impasse entre Palmeiras e WTorre, cujo principal ponto é a divisão de cadeiras do Allianz Parque, está perto de ser iniciada. As partes já indicaram seus mediadores, que deverão eleger um terceiro nos próximos dias. O trio vai analisar o contrato e propor uma solução. Se ambos concordarem, assinarão um documento encerrando o entrave. Senão, vão para a arbitragem.

    O mediador indicado pelo Palmeiras é Kazuo Watanabe, professor doutor da Universidade de São Paulo e especialista em mediação. A construtora indicou Braz Martins Neto, também advogado, que defendeu os interesses da família de Marcos Matsunaga após o assassinato do então diretor da Yoki. A escritura diz que a conclusão sai em até 15 dias após a definição do terceiro nome, mas pode demorar mais.

    Há uma dúvida na interpretação do contrato assinado em 2008. A construtora julga ter o direito de comercializar todas as 43.700 cadeiras do estádio, enquanto o Verdão diz que são apenas 10 mil. Esta disputa não interfere na renda dos jogos, que ficará 100% com o clube: quem comprar uma cadeira poderá ir a todos as partidas, mas precisará pagar ingresso.

    O Palmeiras também fará reivindicações, uma delas referente ao acabamento dos prédios administrativos, entregues ano passado. Outra, que pode resultar em uma milionária multa à construtora, aponta para o descumprimento do cronograma, que indicava a finalização das obras em abril de 2013. A indenização que o clube pode pedir inclui o valor gasto com aluguel em outros estádios e a projeção de lucros caso o estádio já estivesse aberto.

    Mais de 70% das obras já foram concluídos e a última previsão oficial apontava para a inauguração em maio. Walter Torre, dono da construtora, disse ao L!Net que iria reduzir o ritmo da reforma. O clube, no entanto, se apega aos shows da banda britânica One Direction, marcados justamente para maio, e acredita que não haverá mais atrasos. Se os espetáculos forem cancelados, a AEG, empresa responsável por organizá-los, deverá pagar uma multa, que pode ser repassada para a WTorre. O clube teria um valor a receber

  12. Pois é, só colocam a parte que interessa, mas quem faz a coisa não, e ainda nos chamam de fascistas.

    Mentiroso como o Goebels em FRED ????

    http://www.lancenet.com.br/palmeiras/Operarios-Allianz-Parque-interrompem-melhorias_0_1025297548.html

    Os trabalhadores deixaram o canteiro de obras e até paralisaram o tráfego na Rua Padre Antonio Tomas, uma via de acesso ao estádio, ao longo de toda a manhã, e no início da tarde tudo estava normalizado.

    A construtora prometeu aprimorar as refeições, trocar a empresa fornecedora do lanche, e o sindicato retornará ao local em dez dias para comprovar a alteração.

    Procurada pela reportagem, a assessoria da WTorre não atendeu as ligações.

  13. A PRT – Procuradoria Regional do Trabalho junto com o Ministério Público do Trabalho deveriam ficar em cima dessa obra do Palmeiras, fora as várias ocorrências de quase acidentes que essa obra tem desde o começo, já mataram um em abril e agora intoxicaram vários. ONDE ESTÁ A FISCALIZAÇÃO DESSA CIDADE? Está na base do “FAZ O QUE QUER? Só pode.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.