Advertisements
Anúncios

Multidão empurra o São Paulo para a vitória contra a Lusa

Impressionantes 51 mil torcedores compareceram ao Morumbi e ajudaram a empurrar o São Paulo na difícil vitória sobre a Portuguesa, por dois a um.

Gols de Rodrigo Caio e Aloísio.

Resultado importante para um time que é tratado por seu torcedor, com justiça, como time de “guerreiros”.

O início da primeira etapa foi equilibrado, com ambas as equipes acelerando o jogo, empolgados, talvez, com a grande presença de público no Morumbi.

Logo aos 8 minutos, Douglas levantou pela esquerda na cabeça de Rodrigo Caio, que desviou no canto esquerdo de Lauro, abrindo o marcador.

Na frente do placar, o Tricolor passou a jogar melhor, no ataque, embora com dificuldades em criar jogadas concretas de gol.

Somente aos 21 minutos, Paulo Miranda acertou um bate-pronto, na entrada da área, bem defendido pelo goleiro.

Aloísio quase ampliou, aos 34 minutos, quando pegou a bola na direita, cortou para dentro e bateu raspando o canto esquerdo de Lauro.

Daí por diante, a Lusa resolveu adiantar a equipe, e começou a tentar, em levantamentos para a área, levar alguma vantagem.

E a aposta deu certo.

Aos 35 minutos, no primeiro chuveirinho, Gilberto cabeceou rente a trave esquerda de Rogerio Ceni.

Seis minutos depois, bola na área, Valdomiro resvalou e Luis Ricardo, de primeira, fez um belo gol, sem chances para Rogério.

Aos 43 minutos, Ganso, sumido no jogo, arriscou batida da intermediária, bem defendida por Lauro.

Em novo chuveirinho, aos 44 minutos, Gilberto ganhou novamente da zaga Tricolor, mas Ceni, atento, desviou bola perigosa para escanteio.

O segundo tempo começou no mesmo ritmo do início do jogo, com ambas as equipes procurando o ataque.

Porém, aos poucos, o Tricolor começou a se impor mais, com a Lusa se fechando, buscando o contragolpe.

Aos 8 minutos, Aloisio fez boa jogada pelo meio e arriscou, com a bola, perigosa, passando à direita de Lauro.

Na pressão do São Paulo, um minuto depois, Bruno Henrique salvou, em cima da linha, bola que bateu em todo mundo dentro da área.

Lauro fez grande defesa, aos 10 minutos, quando Aloisio aproveitou-se de bobeada da defesa Lusa, e, no rebote, Ademilson bateu por cima.

Marcelinho incomodou o gol de Rogerio Ceni, pela primeira vez na etapa final, aos 15 minutos, mas a batida foi bem defendida pelo arqueiro Tricolor.

Aloisio recebeu a bola dentro da área, aos 18 minutos, e foi agarrado, em claríssima penalidade que a arbitragem fingiu não ver.

Bruninho entrou no lugar de Marcelinho, aos 21 minutos, na Lusa.

Muricy tirou Douglas e colocou Welliton, aos 30 minutos, para deixar o São Paulo mais ofensivo.

Na Lusa, saiu Bruno Henrique e entrou Wanderson.

Aos 33 minutos, Ademilson aproveitou de bobeada de Lauro, que saiu errado para cobrir a bola pela direita, e cruzou para Aloísio, sem goleiro, desempatar a partida.

Henrique substituiu a Souza, na Lusa, aos 38 minutos.

Lucas Evangelista e Wellington entraram nos lugares de Ademilson e Aloísio, para fechar tudo na defesa tricolor.

Deu tempo ainda para Gilberto, aos 43 minutos, passar por toda a defesa do São Paulo, e bater, com enorme perigo, bola que pegou na trave esquerda de Rogério.

E, quem diria, com essa vitória, o São Paulo, que antes de Muricy Ramalho esteve em vias de ser rebaixado, com ele, fica cada vez mais próximo da zona classificatória da Libertadores da América.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: