Advertisements
Anúncios

Walter se destaca no empate entre Corinthians e Santos

Corinthians e Santos fizeram um clássico, apesar da pouca técnica, bem disputado na Fonte Luminosa, em Araraquara, que recebeu 17 mil pagantes.

O empate em um a um foi justo, com cada equipe dominando as ações em distintos períodos da partida.

Walter se destacou novamente e foi o melhor em campo, evitando, em diversas ocasiões, que sua meta fosse transposta pelo ataque adversário.

A primeira etapa foi amplamente dominada pelo Corinthians, que entrou aceso no jogo, atacando muito e quase não sofrendo contra-ataques.

O Santos, assustado, pouco criou.

Logo aos 10 minutos, Aranha defendeu com dificuldade batida de Sheik – que jogou bem – no meio do gol.

Aos 19 minutos, Alessandro bateu na entrada da área, mas o goleiro do Peixe encaixou bem.

Logo após a parada técnica, pelo enorme calor da cidade de Araraquara, o Corinthians abriu o marcador.

Eram disputados 26 minutos, quando Sheik fez grande jogada pela direita e cruzou para Douglas, mesmo levando chute no rosto de Arouca, completar de cabeça para as redes.

Resultado justo, até então, porque somente o Corinthians buscava jogar futebol.

Cinco minutos depois, Sheik bateu cruzado pela direita, mas Aranha novamente fez boa defesa.

O único lance de perigo do Peixe aconteceu aos 33 minutos, quando Walter defendeu de maneira espetacular cabeçada de Cicero, após cruzamento pela direita.

Sheik perdeu gol incrível aos 44 minutos, chutando a bola em cima de Aranha, após falha de Cicinho.

O segundo tempo começou com o Santos mais avançado, buscando o empate, tentando, ao menos, jogar um pouco de futebol.

Aos 11 minutos, Cicero bateu falta com violência, próxima à área, mas Walter fez nova boa defesa.

Cinco minutos depois, após cruzamento pela esquerda, a zaga do Corinthians ficou olhando, e Gustavo Henrique, quase junto com Arouca, empatou a partida.

De maneira impressionante, o Timão, que se portou tão bem na primeira etapa, inexistia na segunda, e praticamente só olhava o Peixe jogar.

Tite, aos 19 minutos, colocou Danilo no lugar de Renato Augusto.

Edu Dracena perdeu gol certo, de cabeça, na cara de Walter, aos 28 minutos, após levantamento de bola de Montillo.

Um minuto depois, Emerson entrou no lugar de Mena, no Santos.

Diego Macedo saiu, aos 31 minutos, dando vaga para o “popstar” Alexandre Pato, que pouco importância teve enquanto esteve no gramado.

Walter salvou o Corinrhians, novamente, aos 36 minutos, em batida cara a cara de Everton Costa.

Victor Andrade entrou no lugar de Willian José, aos 39 minutos.

Aos 42 minutos, Douglas acertou bela batida na trave esquerda de Aranha, e quase desempatou o jogo.

Guilherme foi substituído por Rodriguinho, aos 44 minutos.

No final, mais um empate desse Corinthians que desaprendeu a vencer, complicando a vida do Santos, este ainda sonhando com a vaga na Libertadores da América.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: