stjd

Julgando a polêmica partida, em que o massagista da equipe do Aparecidense/GO evitou gol certo do Tupy/MG, no minuto derradeiro da partida, o STJD agiu exemplarmente.

Fez o que o árbitro do jogo, por lei, não poderia fazer, ou seja, eliminou os goianos do campeonato, pela responsabilidade no ato do funcionário, e, por consequencia, classificou os mineiros para a próxima fase.

Foram três votos contra um.

Com o precedente criado, resta saber – quem sabe um dia saberemos – se episódio semelhante ocorresse na Série A, beneficiando, por exemplo, Corinthians ou Flamengo, se o órgão julgador teria peito de tomar atitude semelhante, que, reiteramos, foi absolutamente correta.

Facebook Comments
Advertisements