Advertisements
Anúncios

A fraude do AMIL Dental, a clínica omissa, o “médico” charlatão e a falsidade ideológica

Hoje de madrugada, por volta de 01h30m, a Sra. Elisabete Martins deu entrada no CENTRO ODONTOLÓGICO ESPECIALIZADO – PRONTO SOCORRO 24 HORAS, localizado à AV. Nova Cantareira nº 947, em Santana, São Paulo/SP, com um quadro gravíssimo de infecção num de seus dentes.

A dor era insuportável, chegando, diversas vezes, a leva-la às lágrimas.

O local foi indicado pela AMIL, da qual Elisabete é cliente, através de atendimento telefônico.

Ao chegar ao consultório, deparou-se com o Dr. Guilherme, que, prontamente a advertiu: “o site da Amil está com problemas. Não posso te atender sem a autorização da operadora”.

Com dores insuportáveis, a paciente praticamente implorou pelo atendimento, disse que deixava seus documentos no local, a carteirinha da Amil e, em caso de não aprovação pelo sistema, assim que voltasse a funcionar, arcaria com os custos da consulta, de maneira particular.

“Não posso fazer nada. Não vou mexer na sua boca. No máximo te passar uma receita com medicamento para aliviar um pouco as dores.”, respondeu, em clara situação de omissão de socorro, o Dr. Guilherme.

“Liga no atendimento, eles vão te autorizar. Minhas parcelas estão em dia”, insistiu novamente a cliente.

“Não ! O atendimento da AMIL inicia-se apenas às 8h. Nesse horário somente pela internet, que não está funcionando”, rebateu o “doutor”.

Sem alternativa, e em claro desespero, a Sra. Elisabete aceitou a Receita Médica, dirigindo-se à Farmácia Droga Verde, na mesma rua, para aplicar injeção e tomar os medicamentos indicados.

Porém, além do péssimo atendimento da AMIL e também da referida clínica, constatou-se também que o tal Dr. Guilherme (foi assim que se apresentou, utilizando identificação no jaleco com a mesma alcunha) assinou a receita, porém, utilizou-se do carimbo de outro “médico”, de nome Dr. FABIO DATT DE ARAÚJO, CRO-SP 70676, em claro indício de prática do crime de falsidade ideológica.

Na manhã do mesmo dia, agora à pouco, a Sra. Elisabete deu entrada noutra clínica, também credenciada da AMIL DENTAL, em que foi, ao menos, bem tratada, porém de maneira particular, porque, novamente, a operadora estava sem sistema, sem condições de aprovar o atendimento.

Uma vergonha… verdadeira fraude aos que mensalmente pagam suas parcelas do plano, religiosamente, e, no momento de utilizar são tratados pela AMIL como se fossem sacos de lixo.

Ah ! Além das provas documentais que publicaremos logo abaixo, inclusive a receita com assinatura de um e carimbo de outro, a Sra. Elisabete estava acompanhada de uma testemunha, que, para azar dos charlatões, era um jornalista, dono de um blog com média de 30 mil acessos diários, e que adora denunciar esse tipo de injustiça.

beth dente 1

beth dente 2

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

36 comentários sobre “A fraude do AMIL Dental, a clínica omissa, o “médico” charlatão e a falsidade ideológica

  1. É muita baboseira que acabei lendo por aqui. Primeiro a cultura brasileira em colocar o dentista como um ser inferior ao médico. Segundo várias reclamações infundadas sem o conhecimento do exercício da odontologia. Atendo a 7 convênios odontológicos e nunca, em quase 20 anos de profissão tive problemas que não pudessem ser resolvidos. Por sermos credenciados não somos obrigados a realizar todos os procedimentos que os convênios vendem aos que os compram. Eles sim o são, indicando profissionais habilitados a realiza-los. Claro que não recebemos do convênio o mesmo que de uma consulta particular, entretanto são “maus” necessários assim como os descontos que temos em outras áreas. Um bom trabalho acaba gerando a vinda de novos pacientes inclusive particulares. Como disse o colega, ninguém trabalha de graça e uma consulta por menor que seja gera ônus para o profissional que a realiza.
    É muito simples atacar a primeira pedra, não?
    Eu, como muitos, valorizo a minha profissão e meus anos de estudo para atender de forma personalizada o meu paciente.
    Valorizar a profissão tbém incluiu a forçar um posicionamento das operadoras de seguro. Assim como professores fazem greves, temos o direito de paralisar o atendimento para recebermos aquilo que foi contratado.
    Procurem conhecer mais o dia a dia de um profissional de odontologia antes de julgar ou mesmo vir com opiniões infundadas….
    Sou dentista a quase 20 anos e Amo o que faço!!!
    Atendo convênios mas não sou escravo deles!!!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: