Advertisements
Anúncios

Corinthians bate São Paulo e coloca a mão na Recopa

Pela primeira partida da final da Recopa Sul-Americana, o Corinthians jogou melhor e venceu o São Paulo por dois a um, no Morumbi.

Manteve a escrita de levar vantagem, nos últimos anos, em torneios “mata-mata” contra o arqui-rival.

Tivemos uma primeira etapa dura de assistir, truncada, com raríssimas oportunidades de gol.

O Timão, melhor armado, detinha a posse de bola, enquanto o Tricolor encontrava enormes dificuldades em acertar dois passes seguidos.

Nos primeiros seis minutos, dois levantamentos de Romarinho, um na cabeça de Paulo Andre, outro na de Guilherme, fizeram Rogerio Ceni trabalhar.

A única jogada de relativo perigo do São Paulo aconteceu aos 20 minutos, em bola enfiada de Jadson para Luis Fabiano, bem defendida por Cassio.

Oito minutos depois, Danilo dividiu com Rodrigo Caio, sentiu o joelho, dando lugar a Douglas, preocupando a Fiel Torcida.

No meio do marasmo, aos 29 minutos, Romarinho fez grande jogada pela direita, cruzou para Sheik, a zaga afastou e a bola sobrou limpa para Guerrero abrir o marcador.

Em desvantagem, o São Paulo voltou para a segunda etapa com duas alterações, entraram Aloísio e Welington, nos lugares de Douglas e Ganso.

Com apenas 40 segundos, Aloísio arriscou da entrada da área e Cassio, sem a sorte de 2012, levou um frango histórico.

O gol deu uma incendiada no jogo, que ficou mais aberto.

Eram passados apenas sete minutos quando Tite teve que tirar Douglas, também machucado, para a entrada de Renato Augusto.

Aos 11 minutos, Osvaldo levantou da esquerda na cabeça de Aloisio, mas a bola saiu à direita de Cassio.

Sete minutos depois, Renato Augusto levantou pela esquerda na cabeça de Guilherme, mas Rogério Ceni fez grande defesa e a bola pegou na trave.

Ceni, aos 20 minutos, impediu boa jogada do Corinthians ao sair bem nos pés de Sheik.

Edenilson lançou Sheik na direita, aos 23 minutos, que cruzou para Romarinho, de peito, acertar novamente a trave tricolor.

O Corinthians, a essa altura, era melhor no gramado.

E, aos 30 minutos, Renato Augusto dominou a bola na intermediária, percebeu Rogerio Ceni adiantado, mal colocado, e bateu por cobertura, marcando um golaço.

O 96º marcado pelo Corinthians, em toda sua história de rivalidade com o goleiro do Tricolor.

Ibson entrou no lugar de Sheik, aso 37 minutos, para garantir o resultado.

Deu tempo ainda para Fabio Santos salvar gol quase certo em batida de Aloisio, na pressão Tricolor dos últimos minutos.

No final, a vitória corinthiana, absolutamente justa, deixa o clube de Parque São Jorge em ótima condição para o jogo de volta, atuando pelo empate, num Pacaembu que deverá estar repleto pela sua torcida.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: