Advertisements

José Silvério faz quarenta “merchans” numa transmissão da Bandeirantes

Ontem, durante evento realizado em São Caetano, o narrador José Silvério, referência no país, comentou como funcionam as coisas na rádio Bandeirantes.

Disse que, por contrato, é obrigado a fazer seis “merchans” de empresas, com quatro repetições cada, durante uma transmissão de futebol.

24 inserções.

Porém, as cláusulas há tempos não são respeitadas.

Silvério tem falado, em média, o nome de dez empresas, no mesmo sistema de quatro inserções cada.

Ou seja, durante a narração de um jogo, José Silverio é obrigado a fazer impressionantes 40 “merchans”.

O narrador disse ainda que por trazer patrocínio para a empresa, é permitido que encurte algumas chamadas, enquanto outros narradores, com menos prestígio, são obrigados a lerem o texto completo.

Nessa toada, em breve, a narração das partidas se limitará aos gols marcados (que Silvério faz com maestria) e uma ou outra intercorrência, inviabilizando o prazer que o torcedor sempre teve em imaginar, pelo que escutava no rádio, o que acontecia dentro de campo.

Advertisements

Facebook Comments

30 Responses to “José Silvério faz quarenta “merchans” numa transmissão da Bandeirantes”

  1. Elson da Silva Says:

    Narrativa ótima, mas com tantos comerciais, já mudei de rádio pra acompanhar o futebol onde se valoriza mais o espetáculo…

  2. Ouvidoria Says:

    E ainda querem transmitir futebol de graca.

  3. WaldirDC Says:

    A Radio Bandeirantes é a emissora que mais propaganda faz. É impressionante. 5 minutos de programa e dez de merchans.

  4. BRP Says:

    Já escutou uma transmissão esportiva pela Transamérica ? Chega a ser irritante e exagerada a quantidade de merchans feitos…

  5. Junior Bernardi Says:

    com todo respeito ao seu comentário, essa é a tendência para que rádios sobrevivam.
    Muitos jogos passam ao vivo, seja na TV aberta ou fechada. Há muito tempo não ouço uma partida pelo rádio, pois assisto-a pela internet.
    Sem dinheiro, nada sobrevive… e vc sabe muito bem disso, pois sente dificuldade em manter o seu blog no ar.
    A internet esta ai, ao alcance de alguns, e daqui a algum tempo, de todos. Grandes jornais estão sucumbindo, por exemplo, Gazeta Esportiva, Jornal do Brasil, e creio, devido as recentes alterações, o Estadão já corre perigo.

  6. André Luiz Says:

    Aí quando a FIFA quer cobrar pelas transmições,os caras falam que não tem como pagar.
    Silvério é ótimo. Deveria narrar na TV. Já pensou?
    “Disparoooooooooou,é gol. (gol,gol,gol) E que golaço!gooooooooooooooooooool”.
    Fã desse cara…

  7. Coronel Gandolf Says:

    Uma das coisas que mais me irritam nessa emissora , fora o jornalismo vendido (a exemplo da Globo) , é justamente esse excesso de comerciais .
    Acho que como eles não conseguem grandes patrocinadores suficiente para cobrir todas as necessidades , abusam na quantidade de inserções de pequenos patrocinadores mesmo em detrimento da qualidade da programação e paciência do telespectador .

    Ps : A radio Bandeirantes também tá insuportável devido a poluição de comerciais .

  8. Cleiton Magnun Says:

    Como ouvinte assíduo de transmissões de jogos no rádio, acho lamentável, apesar de trabalhar na área de Publicidade & Propaganda, devo admitir que a quantidade de inserções está muito alta

  9. BI CONSECUTIVO NUNCA SERÃO! Says:

    estraga a melhor narração brasileira via rádio

  10. Marcos Says:

    Melhor que viver de dar a bunda, não é mesmo Paulinho???

    Paulinho: Sua mãe nunca reclamou, marcosap1@gmail.com

  11. goncalvesjgf Says:

    O José Silveiro narra bem um gol do timão narrado por ele é um hino a emoção.

  12. Lampião Says:

    Curicanaram a rádio!

  13. Mauricio Says:

    Lamentável, o pessoal do portas do fundo já teve uma baita sacada sobre o assunto http://www.youtube.com/watch?v=Gaif4EHnMZY

  14. Renato Celso Simoes Says:

    hahahhaa.. boa paulinho.. tomou marcosap1@gmail.com

  15. Marcos Says:

    e daí que minha mãe dá a bunda, o importante é que eu dou junto com ela,somos uma familia unida.

  16. Carmo- Bauru/SP Says:

    O futebol na Bandeirantes (Rádio e TV) deixei de acompanhar faz tempo. A quantidade de merchans é teste de paciência para hiperativo.

    Os Patrocinadores parecem não acreditar que com esse excesso de propaganda acabam perdendo consumidores de sua marca, já que muitos, como meu caso, ficaram de “saco cheio” com tanta repetição.

  17. marcelo ramos Says:

    Já ouvi muito jogo pelo rádio, hj não tenho paciência os caras mais enchem linguiça do que narram !!!!!!

  18. Thaís Oliveira (@minasantista) Says:

    Adorei o post. Todos os programas esportivos da bandeirantes são poluidos de propagandas… sei q precisam de comerciais para sobreviver, mas é muito irritante. Fora q os caras gritam e falam rápido, é insuportável rs. Não é por ai.

  19. Ivo Santos Says:

    A maioria são comentários sérios e inteligentes e com opiniões diferentes, isso é democracia, mas tem alguns comentários que você deveria censurar pois são xulos e não agregam nada para seu publico.

    Abs

  20. Marcio Dias Says:

    Bom…já faz tempo que deixei a prática de ouvir jogos em rádio. E eu era viciado, hein?
    Entretanto, quando me aventuro, quase sempre ouço à Rádio Bandeirantes. E me arrependo em seguida. Pois ouço profissionais como Leandro Quesada e Alexandre Praetzel, reclamarem das condições de trabalho. Do gramado. Dos Acessos. Da estrutura. Da torcida. Enfim…denigrem um clube sem qualquer pudor.
    Como jornalistas, estão na obrigação da profissão. Claro!
    Mas quanto uma emissora, do quilate da Rádio Bandeirantes, paga à CBF, à FPF ou aos clubes, pelos direitos de transmissão dos jogos?
    NADA.
    E faturam milhões, tendo o futebol como carro chefe da emissora.
    Por mim, poderiam acabar essas transmissões. Além de ser uma transmissão caricata, onde o objetivo é ridicularizar e criticar a todos os jogadores, árbitros, dirigentes e torcida.
    Uma cambada de gente ranzinza, com saudades do futebol praticado nos anos 70.
    Mas o bolso vai enchendo. Então, não passam de hipócritas.
    Criticam aquilo que lhe sustentam.
    Aliás, eu nunca uma imprensa odiar tanto o Futebol Brasileiro e enriquecer com ele.

  21. ROBERTO MANDROVANNI Says:

    Já sei…

    ….a culpa é do Corinthians.

  22. Alviverde/SP Says:

    A partir dos anos 70 é que aumentaram bastante a quantidade de “merchans” em narrações esportivas…o grande e saudoso Fiori Gigliotti era obrigado a inserir um número considerável de propagandas(mas até nisso demonstrava sua classe e estilo) durante as suas narrações, mas nada que se compare aos dias de hoje, claro…

  23. ATENÇÃO Says:

    http://www.avaaz.org/po/petition/Fim_do_uso_do_dinheiro_publico_para_financiamento_do_Corinthians/?copy

    Para levar desenvolvimento a Itaquera é só pegar esse 1 bilhão, e investir na Educação, Saúde e Segurança na região de Itaquera.

    Portanto,

    Queremos a devolução aos cofres públicos dos 155 milhões em CIDs concedidos ao Corinthians.

    Queremos que não ocorra a liberação de mais dinheiro na forma de CIDs.

    Queremos que o BNDES não libere os 400 milhões ao Corinthians.

    Queremos que o governador não gaste 180 milhões para ampliação do estádio corinthiano

    Já que desejam levar desenvolvimento a Itaquera. O governo NÂO deve investir 1 bilhão em estádio mas, sim, em escolas, hospitais, moradia, saneamento, na região de Itaquera. Essa É A LÓGICA DO DESENVOLVIMENTO

  24. nando Says:

    na minha opiniao o maior narrador de todos os tempos….., pra mim ele é tao bom narrador que nem ligo de ter 10000000000000 de merchans , vou ouvi-lo sempre até o fim de sua carreira.
    jose silveiro ” o pai do gol”

  25. Ricardo Says:

    Radio “vergonha” Band! Eu parei de ouvir……..

  26. fernando azevedo Says:

    Realmente a quantidade incomoda. E para piorar, é extremamente repetitiva. Há muito tempo não ouvia a Radio Jovem Pan, e um certo dia quando cansei das propagandas da Bandeirantes, mudei o dial. A JP nesse quesito é realmente muito melhor, e com a vantagem de não termos que ouvir comentários parciais do Neto e do Leandro Quesada.

  27. Rodrigo Ferreira Says:

    Sem propaganda não há programação esportiva ou jornalística que sobreviva.

    Paulinho, por que você publica insultos a sua pessoa como a do infeliz Marcos? Por que simplesmente não a exclui? Leio o seu blog diariamente e quase sempre os comentários, porém tem coisas que passam dos limites do bom senso.

  28. Adriano Says:

    Já pensou o Mercham Nevez? Kkkkk 80% é só propagando e tem idiota que dá audiência para essa cambada. Não é a toa que só falam do time da marginal.

  29. José Borin Says:

    A Bandeirantes, Radio ou TV, é a campeã de publicidade, principalmente depois da aquisição do garoto-propaganda Milton Neves. O número de propagandas durante a transmissão é inadmissível, mais uma razão para eu achar que deveriam COMPRAR o evento, como acontece com a TV, pois com certeza faturam demais com os anúncios, e deveriam repassar parte aos clubes.

  30. martim affonso ferreira de goes Says:

    Essa radio bandeirantes é irritante com esses montes de comerciais
    fora esse tal de serviço bandeirante que de 5 em cinco minutos entrar uma repórter enchendo o saco falando de transito que ninguém quer saber.

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: