Advertisements

Chalita e o castigo por pegar dinheiro do padre

Antes de pegar dinheiro do Padre Marcelo, a vida de Gabriel Chalita, escritor de vários livros (embora até sobre a autoria de muitos pairem dúvidas) ia de vento em popa.

Fala-se em quase o triplo do que deveria, entre direitos sobre publicações, músicas, etc, enquanto assessor do religioso.

Depois do ocorrido, a diversão oculta de Chalita e sua dose diária de V(W)anderle(y) (nome de como o dinheiro da propina era tratado, em homenagem, mais do que justa, ao treinador) caiu por terra.

Um ex-assessor, que trabalhava formalmente na Secretaria de Educação e, informalmente, nas madrugadas do escritor, botou a boca no trombone.

Maldição dos Céus por ter pego dinheiro supostamente da igreja ?

Não sei.

Fato é que a relação entre seu principal fornecedor de V(W)anderlei(y)s foi escancarada para a mídia.

Hoje, então, na FOLHA, descobriu-se que Chalita, enquanto Secretário, autorizou a compra, sem licitação, de softwares da COC, uma quantia próxima de R$ 14 milhões.

E, pior, que os programas de computador nunca foram distribuídos às escolas, ficando jogados nos estoques da Secretaria.

É o lobo em pele de cordeiro de voz mansa e trejeitos delicados deixando escapar pelos dedos a oportunidade quase certa de uma carreira política tranquila, em que o povo certamente seria enganado pelo sorriso fácil de mais um “espertalhão.

Desse, pelo menos, nos livramos antes que coisa muito pior pudesse acontecer.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: