Brasil joga bem e goleia o Japão na Polonia

A Seleção Brasileira jogou bom futebol na vitória por quatro a zero contra o Japão, em amistoso disputado na Polônia.

Pelo menos, desta vez, um adversário de nível médio.

O corinthiano Paulinho fez um partidaço, demonstrando que tem condições de brigar pela vaga de titular no Mundial de 2014.

Os japoneses mandavam na primeira etapa, tendo perdido boa oportunidade, aos 8 minutos, bem defendida por Diego Alves, quando, três minutos depois, Paulinho recebeu de Oscar e, de primeira, arriscou batida da intermediária, marcando um belo gol.

Sentindo o resultado desfavorável os japoneses pararam um pouco de atacar, e Paulinho, em grande fase, quase fez mais um, lançado que foi por Neymar, aos 16 minutos, vencendo a zaga na corrida, fintando o goleiro, porém errando na finalização.

A partida transcorria com tranquilidade para o Brasil quando a arbitragem inventou uma penalidade, aos 24 minutos, marcando toque de mão do zagueiro japonês em dividida com Kaká.

Neymar bateu e converteu.

Em desvantagem no marcador, o Japão retomou o ímpeto ofensivo, adiantando a equipe, porém encontrando dificuldades em vencer a marcação brasileira.

No contra-ataque, aos 28 minutos, Kaká deixou Neymar na cara do gol, mas a batida foi equivocada, à direita da meta.

Diego Alves, três minutos depois, fez boa defesa em chute de Hasibe.

Noutro contragolpe, Hulk lançou Neymar na esquerda, que rolou para Kaká acertar bom chute, mas a bola, caprichosamente, acertou a trave.

Logo no início da segunda etapa, aos 2 minutos, o Brasil definiu a partida com Neymar, aproveitando-se de falha da zaga em escanteio cobrado por Oscar.

O Japão quase diminuiu aos 4 minutos, quando Kagawa fez grande jogada na área brasileira e bateu raspando à trave esquerda de Diego Alves.

Daí por diante o Brasil mandou no jogo, tocando bem a bola e acelerando sempre que necessário o contra-ataque.

Aos 11 minutos, Leandro Castan ajeitou de cabeça para Neymar que se antecipou à zaga e quase marcou.

Dois minutos depois, Hulk bateu falta com violência da entrada da área, a bola desviou na barreira e bateu na trave.

Nessa etapa do jogo nitidamente se notava o abatimento japonês, que sequer se esforçava mais para reverter o placar adverso.

Aos 21 minutos, Neymar fez grande jogada pela direita, cruzou para Ramirez que, quase dentro da meta, marcou o gol brasileiro, mal anulado pela arbitragem que alegou saída de bola inexistente no cruzamento.

Aproveitando-se da facilidade da partida, aos 30 minutos, Paulinho roubou a bola no meio de campo e serviu a Kaká que arrancou pela esquerda, cortou o zagueiro e marcou, com categoria, o quarto gol brasileiro.

Houve tempo ainda para, aos 47 minutos, Lucas fazer grande jogada e bater cruzado, em bola que raspou a meta adversária.

Após o apito final fica a impressão de evolução no futebol da Seleção, além da boa química aparente entre o trio Kaká, Neymar e Oscar, embora haja ainda necessidade de testes com equipes mais qualificadas do que o apenas mediano Japão.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.