Campanha de Russomano (IURD) mente, fomenta homofobia e é repudiada por Cardeal Arcebispo de São Paulo

Nas últimas semanas, a campanha de Celso Russomano (IURD) tem se empenhado em difundir textos oriundos da “doutrina” de seus mantenedores, recheados de intolerância e inverdades.

“Estamos vivendo a política da catequização da Igreja de Roma. (…) Dias de absurdos e depravações. Dias em que filhos e netos chegam à escola e recebem ‘kits’ distribuídos pelos próprios professores lhes ensinando como serem gays ou como optarem por serem gays”, diz um deles, escritos pelo presidente do PRB, partido do candidato, pastor também da IURD.

Indignado com a campanha de Russomano, que considera como a porta de entrada da seita de Edir Macedo para voos maiores no cenário nacional, o Cardeal Arcebispo Metropolitano de São Paulo, Dom Odilo Scherer, assinou Nota Oficial em que expressa o pensamento daqueles que não compactuam com os métodos em questão:

“Se já fomentam discórdia, ataques e ofensas sem o poder, o que esperar se o conquistarem pelo voto? É para pensar”, diz num dos trechos da nota.

“Precisamos salvar o Brasil e torná-lo um país verdadeiramente laico, completamente livre da influência da religião”, concluiu.

Independentemente da condição religiosa do Arcebispo, suas palavras são absolutamente coerentes, e demonstram a maturidade necessária para colocar sua própria Igreja longe da administração pública.

Fato este admirável, levando-se em consideração que a proposta de Russomano é exatamente a contrária, servindo que está a interesses de notórios “estelionatários da Fé”, ávidos pelo poder e as benesses de possuí-lo.

Nem que para isso tenham que disseminar a intolerância, como demonstra o texto repulsivamente homofóbico citado acima, além de distorcer a realidade, recitando discursos diferentes para o mesmo tema, de acordo com o local e a preferencia do público a ser atingido.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.