Advertisements

O melancólico final de carreira de Kaká

Jogador importante durante boa parte dos anos 2000, embora claramente superdimensionado pela mídia, o jogador Kaká caminha para um declínio técnico ainda mais acentuado do que se esperava.

Seu futebol sempre foi baseado em muita força física, arranque com a bola no pé e alguma habilidade.

Após a descoberta de sua gravíssima contusão, uma pubalgia que foi a responsável não apenas por sua pífia Copa do Mundo em 2010, mas também por algumas declarações amarguradas a jornalistas que a noticiaram, o meio-campista não mais reeditou uma partida sequer próxima de lembrar à época em que chegou a ser considerado o melhor jogador do mundo.

Por sinal, outro exagero.

Situação esta que o fez passar, na última semana, o vexame de ver sua própria equipe, o gigante Real Madrid, oferecer-lhe R$ 37 milhões à vista para que deixe o clube antes do término do vínculo.

Kaká ainda reluta, com o ego em frangalhos, porém, analisando com a frieza dos fatos, seria bem melhor que aceitasse.

Obviamente seu ciclo no Olimpo do futebol está encerrado e, com o bolso abastecido, poderia, quem sabe, retornar ao Brasil, local em que seria bem acolhido, podendo até escolher em qual equipe encerraria sua carreira.

Melancólico, porém é a decisão mais inteligente a ser tomada.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: