Arnaldo Tirone: “Negociei o Jadson com Kia Joorabchian. O jogador é dele”

Na tarde de ontem, recebemos a ligação de um transtornado presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone.

Entre reclamações, algumas ofensas e certa confusão ao se expressar, Tirone fez revelações interessantes.

Acusou-nos de mentir ao dizer que ele mantinha relacionamento com o iraniano Kia Joorabchian.

Precisamos relembrá-lo que ele próprio, Tirone, confirmou nossas informações, tanto do encontro que mantiveram em Londres, como também o do hotel, próximo à região da Paulista, em São Paulo, em reportagem da “FOLHA”.

“E daí ? Me encontro com quem quiser…”, disse Tirone, esquecendo-se que minutos antes havia negado a aproximação.

Outra confusão feita pelo mandatário palmeirense, também em questão de minutos, foi a de garantir que não faz negócios com Kia.

Logo depois, em meio a um certo destempero, desmentiu-se, declarando: “Não sou amigo do Kia… estava fazendo um negócio com ele, não em meu nome, mas em nome do Palmeiras.”

“Ele é dono do Jadson… ofereceu-me o jogador na Inglaterra, negociamos, e depois tratamos sobre isso no hotel, em São Paulo.”

Vale lembrar que, oficialmente, os empresários Carlos Leite e Franck Henouda dizem representar o jogador, e sempre foram tratados, por este espaço, como “prepostos” de Joorabchian.

Tirone, meio que sem querer, confirmou não apenas esta informação, mas deu indícios claros da ingerência da “organização” no trabalho do treinador Mano Menezes, na Seleção Brasileira, que tantas vezes convocou o jogador.

Sem contar a diretoria do São Paulo…

“O jogador é do Kia… claro que o São Paulo falou com ele para contratá-lo.”, afirmou Tirone.

Para finalizar, percebendo, talvez, ter falado um pouco demais, Tirone passou a fazer ilações entre conselheiros palmeirenses e nosso espaço.

“Esse Gilto Avalone é um (palavras ofensivas)… fica te passando informação… ele e o Mustafá… expulsei todos os desonestos do clube… esses caras não se criam comigo…”

“Só ficou do meu lado quem é de bem…”

Porém, aos ser questionado sobre o fato de seu advogado pessoal ter desviado R$ 290 mil dos caixas palmeirenses, Tirone quase surtou: “Ninguém provou nada ! (Na verdade, está comprovado). E ele era também advogado do Mustafá… e do Belluzzo…”

“Sou o cara mais honesto do Palmeiras !”, finalizou Tirone, num rompante de auto-afirmação.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.