Corinthians: diretor da base mente em reunião

Conforme publicamos, dias atrás, um grupo de associados reuniu-se com o diretor das categorias de base do Corinthians, o dono de estacionamentos, Fernando Alba.

Logo de cara, o dirigente foi surpreendido por dezenas de cópias de publicações deste espaço, nas mãos de algumas pessoas, servindo como base a muitos dos questionamentos.

Situação esta que nos envaidece, mas que lhe ocasionou profundo nervosismo.

Como esperado, tentou sair pela tangente em diversas respostas, faltou com a verdade na maior parte do tempo, e, no desespero, partiu para a já tradicional ação de desqualificar os denunciantes.

Ao ser perguntado sobre os conselheiros que mantém jogadores na base, com nomes sendo citados, como o do “culto” Mané da Carne, respondeu com claro temor: “quem souber de algum conselheiro com jogador é só ir à Comissão de Ética e fazer a denuncia, que será investigada”.

Um jeito “malandrinho” de fugir à responsabilidade, e até cínico, diria, de fingir que nada sabe nada sobre o assunto.

Sem contar que se tem algo inexistente na referida comissão é a tal da “ética”, sobrando, porém, bajuladores políticos.

Disse que não nomeia dirigentes por “facção ideológica” dentro do clube (pausa para os inevitáveis risos), e que as personalidades de Doni “Bob Cuspe”, ex-office boy do “Fora Dualib”, Flavio Furlan, “capacitado” filho adotivo de Joaquim Grava, médico do clube e Afonso Armonia, ex-roupeiro do Palmeiras, ocupam cargos de direção no departamento por absoluta competência.

Pois é.

Os resultados pífios dos últimos anos, além das declarações de ex-ídolos do clube, como Rincon e Vampeta, não corroboram com suas explicações.

Faltou ainda com a verdade, novamente, ao dizer que Severino, pai do jogador Wilian, não possui jogadores no clube.

Não só os tem como relaciona, sem o menor pudor, na página de sua empresa na internet.

O goleiro Danilo, por exemplo, faz parte do “cast”.

Escorregou, porem, o Sr. Alba, quando disse, meio sem querer, que Severino estava apresentando, naquele dia, um jogador ao clube, como se fora a primeira vez.

Recebeu ainda reclamação de conselheiros dizendo que jogadores da escolinha “Chute Inicial”, de responsabilidade do clube, estariam sendo desviados por empresários de futebol para diversos clubes, entre eles o São Paulo.

Claro, como de costume, Alba disse não saber de nada, e que iria averiguar.

Para finalizar, o dirigente corinthiano, segundo informações de presentes, mentiu ao dizer que tinha dois processos abertos contra este jornalista.

Nunca teve.

Na verdade, a declaração fazia parte de sua estratégia para fugir do árduo assunto que certamente o incomodava.

Facebook Comments
Advertisements

11 Replies to “Corinthians: diretor da base mente em reunião”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.