Guerra escancarada: “Eles vivem do Corinthians”

Nem foi necessário esperar o final da Libertadores da América para que todo o clima bélico na politica corinthiana, enfim, explodisse publicamente.

Não é segredo para ninguém que alguns aliados de Andres Sanches tentam se encaixar em grupos que fazem oposição ao atual presidente, o delegado Mario Gobbi.

O próprio ex-presidente, embora não tenha coragem de admitir, conspira para que a desarmonia aconteça.

Gobbi, ontem, sentiu o golpe, e tratou de colocar ainda mais lenha nesse fogaréu que, tudo indica, está apenas começando.

Ao escancarar publicamente que alguns de seus rebeldes correligionários “vivem do Corinthians”, tratou de dar razão aos diversos relatos da imprensa séria durante os últimos anos.

E demonstrou toda a omissão de um Delegado de Polícia, que na gestão anterior ocupou a Direção de Futebol, e nada fez para coibir esse estado de coisas.

Quem vive do Corinthians ?

O leitor desse espaço está cansado de saber.

Resta agora ao presidente delegado ter a coragem de nomeá-los, e, se possível, explicitar ainda mais as sacanagens que acontecem há tempos.

Sim, porque os atingidos por suas palavras – e não são poucos – não devem deixar barato as insinuações que, sabemos bem, embora desastradas, são absolutamente verdadeiras.

Para finalizar, no meio do tiroteio, surgiu ontem um texto no blog do comentarista Neto, atacando frontalmente o vice-presidente Luis Paulo Rosenberg, outro que foi desastroso com as palavras durante a semana.

Ambos se encaixam perfeitamente no discurso de Mario Gobbi.

Razão pela qual nos fica bem claro de que as palavras proferidas no site do ex-jogador não passam de encomenda política, que não foi pensada, muito menos digitada pelo próprio.

Na verdade, fazem parte de mais um capítulo nessa guerra política, com diversos “fronts”, no Parque São Jorge.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.