Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.br Email: caminhodasideias@superig.com.br

PAULISTA SÉRIE A1 – TORNEIO DO INTERIOR

Sábado 28/04/2012

Bragantino x Mirassol

Árbitro: Wilson Luiz Seneme

Atuação segura advertiu corretamente com cartão amarelo;

– 02 atletas do Bragantino;

– 06 atletas do Mirassol, sendo que dentre estes; foi somado um segundo para Dezinho, seguido do vermelho.

SEMIFINAL ESTADUAL SÉRIE A1

FASE DE CLASSIFICAÇÃO

Domingo 29/04/2012

São Paulo x Santos

Árbitro: Paulo César de Oliveira

Por volta do segundo minuto da primeira fase, Paulo César, acertou na sinalização da penalidade máxima cometida pelo sãopaulino Paulo Miranda, no instante que deu carrinho no santista Alan Kardec.

No décimo oitavo minuto da segunda fase, Paulo César de Oliveira, foi prejudicado pelo assistente 01-Emerson Augusto de Carvalho – integrante do quadro internacional (FIFA), que marcou bobeira e não levantou seu instrumento de trabalho (bandeirinha) para sinalizar a posição de impedimento do atacante sãopaulino William José, na ocasião que este recebeu e chutou a bola para o fundo da rede santista.

No trigésimo oitavo minuto, o sãopaulino Cícero, foi premiado corretamente com o segundo cartão amarelo, no momento que agarrou o ombro do santista Neymar com propósito de impedi-lo de dar seqüência na jogada; como saldo, Cícero, foi expulso.

CONCLUSÃO

Jogo difícil e disputado, apesar de ter invertido algumas faltas, deixado de sinalizar outras; exceto a confirmação do tento São Paulo, marcado irregularmente por Willian, no computo geral, Paulo César de Oliveira, não teve influência no resultado.

Guarani x Ponte Preta

Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra

No item disciplinar mostrou corretamente 06 cartões amarelos;

– 05 para atletas da Ponte Preta;

– 01 para um dos defensores do Guarani

CONCLUSÃO

Durante o transcurso da contenta, quando exigido, Flavio Rodrigues Guerra, se fez presente, comprovou ser pessoa e profissional tranqüilo.

LIBERTADORES

Quarta Feira 02/05/2012

Emelec (EQU) x Corinthians

Árbitro: José Buitrago (COL)

Alguns atletas do Corinthians, dentre estes; Emerson Sheik e Jorge Henrique demonstraram excesso de afobação, vez que se preocuparam em aporrinhar o árbitro.

Durante o transcorrer da contenda o árbitro cometeu algumas falhas, mesmo assim; nada justifica a infantilidade cometida pelo corintiano Jorge Henrique por volta do décimo minuto da segunda etapa, no momento que impediu o contra-ataque proporcionado por um de seus oponentes.

Contumaz e imprudente provocador, Jorge Henrique foi contemplado com o segundo amarelo e, natural expulsão.

Em meu entender Emerson Sheik merecia o vermelho por ter cometido falta maldosa.

CONCLUSÃO

Querer culpar o árbitro é pura demonstração de desconhecimento das leis do jogo, ou então, preparar desculpas caso não houver a classificação.

PRIMEIRA PARTIDA – FINAL SÉRIE A1

Domingo 06/05/2012

Árbitro: Wilson Luiz Seneme

Assistente 01 – Carlos Augusto Nogueira Junior

Assistente 01 – Fabio Rogério Baesteiro

Quarto Árbitro: Leandro Bizzio Marinho

Árbitro Adicional 01 – Flavio Rodrigues Guerra

Árbitro Adicional 02 – Vinicius Furlan

“SORTEIOS”

O sorteamento dos árbitros praticados pelos dirigentes da CEAF-SP continua admirável.

Durante as dezenove rodadas da Série A1 a bolinha que levou o nome ou numero do árbitro Wilson Seneme, caiu em 05.

Desde algum tempo considero Wilson Seneme o melhor árbitro brasileiro, mesmo assim, não sei se por sorte, ou habilidade dos dignos dirigentes da CEAF-SP, a bolinha que representa Wilson Seneme, foi à premiada nas principais partidas dos últimos dias, contado entre estas a partida do próximo domingo.

Este fato me faz crer, que tudo correndo bem na primeira contenda entre Guarani x Santos, os habilidosos membros da Comissão de Árbitros da FPF poderão sortear o recentemente Aspirante FIFA.

LIMPEZA NA ADMINISTRAÇÃO DO FUTEBOL

Para tanto se faz afastar definitivamente os comprovadamente corruptos João Havelange e Ricardo Teixeira

Na continuação, sou convicto que seja necessário afastar e investigar decentemente, todos os seus bajuladores, como também; os seguintes personagens: José Maria Marim, Marco Pólo Del Nero, maioria dos vices e demais dirigentes da FPF, especialmente, Reinaldo Carneiro Bastos.

Neste cesto, incluo maior parte dos dirigentes de clubes, confederações e federações, recomendando que não olvidemos dos deputados e senadores que compõem a nojenta e corrupta bancada da bola.

Chega de Corruptos e Corruptores,

Acorda Brasil

SP-05/05/2012

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.