Advertisements

Vagner Love obtém nova vitória judicial contra o Palmeiras

Recentemente, o Palmeiras perdeu uma estranha ação, referente ao pagamento de comissões sobre a transação do agora flamenguista Vagner Love.

R$ 265,4 mil, acrescidos de juros, além das custas processuais, que deveriam ter sido pagos à empresa VV Participações e Intermediações Ltda.

Sempre se falou, no Palmeiras, que a referida empresa pertencia a Vânia Silva da Silva, a Vânia Love, irmã do atacante em questão.

É uma meia verdade.

A VV tem como sócio majoritário o próprio jogador, Vagner Love, cabendo a sua irmã apenas compor a sociedade, com cota ínfima, e atuar como uma espécie de “funcionária” do irmão para que o mesmo não precise aparecer.

Ou seja, Love cobrou comissão, judicialmente, de sua própria transação, utilizando-se de pessoa jurídica.

Outro fato interessante é o da “VV” estar inscrita com CNPJ na cidade de Conchas-SP, provavelmente para fugir dos impostos da capital paulista.

Resta saber como os dirigentes alviverdes conseguiram cair neste, tudo indica, pequeno “golpe”.

Sem dúvida um alerta não apenas para o Flamengo, mas também para outras equipes que venham a contratá-lo futuramente.

E, para piorar a situação, na última semana, aproveitando-se que o Palmeiras pagou-lhe um valor abaixo do que havia sido definido pela Justiça, Love venceu nova ação contra o clube, utilizando-se, é claro, da tal “VV”.

Desta feita o Verdão terá que pagar a diferença entre os R$ 265,4 mil definidos pelo Juíz e os R$ 220 mil pagos pelo clube, no dia 18 de janeiro de 2011, acrescidos ainda de juros, multa e encargos judiciais.

Facebook Comments
Advertisements

20 comentários sobre “Vagner Love obtém nova vitória judicial contra o Palmeiras

  1. FABIO ARAUJO

    No Palmeiras, desde o começo, a possibilidade da controvérsia parece estar na cabeça de todos. Ora é um treinador especialista da polêmica, ora um jogador que faz declarações espantosas, ou um dirigente que sai dizendo maluquices, ou tudo isso junto e ao mesmo tempo, sem falar na torcida que de vez em quando espanca um jogador.

    Não será esta uma ação cuidadosamente coordenada, fazendo parte dela esses episódios destinados a colocar o clube em evidência constante? Será que as contratações, por exemplo, não são feitas com um olho no que jogam e outro no que produzem em notícias? Não seria isso que justifica os Kleber, os Valdivia ou até o recém-chegado Daniel Carvalho, que começou já lançando uma bomba? E não são eles preciosos?

    Quando as coisas andam bem, não há o que noticiar. Um clube gerido sobriamente, num clima ordeiro que lembra o escritório de uma multinacional alemã, não interessa a ninguém. Títulos o Palmeiras tem de sobra, mas na falta deles é preciso fabricar notícias, novidades.

    A marca Palmeiras é fortíssima e está no imaginário de todos, a tarefa é mantê-la em evidência, ocupando espaço igual, muitas vezes superior, a todos os grandes do país, como prova essa negociação com a Kia. Não pode ser apenas sorte.

    Quero acreditar que isso tudo seja obra de uma inteligência superior de um Maquiavel que, nas sombras, nos bastidores, manobra de maneira sincronizada e racional um exército de eficientes produtores de notícia. Neste momento alguém, escondido nas ruínas do Parque Antártica, comemora o acordo com a Kia.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: