Advertisements

Presidente do Corinthians é intimado a explicar “chapéu” de R$ 330 mil

Roberto “Da Nova”, presidente interino do Corinthians, foi intimado ontem, em processo do Tribunal de Contas Estadual, nº 035133/026/11, a dar explicações sobre R$ 330 mil que o clube recebeu da Prefeitura de Osasco, mas não prestou contas.

Como o prazo de manifestação é de 30 dias, o problema – mais um deles – cairá no colo do próximo presidente, a ser eleito no dia 11 de fevereiro.

O valor já entrou na dívida ativa, e a Prefeitura tenta resolver a questão de maneira amigável.

A pendência é referente a uma parceria da equipe de FutSal alvinegra com a cidade de Osasco.

Ocorre que após receber os R$ 330 mil, o Corinthians resolveu romper o contrato unilateralmente, porém, sem devolver o dinheiro.

Em análise das contas da Prefeitura, o TC encontrou a saída do dinheiro sem que o serviço tivesse sido prestado.

Outro esclarecimento a ser prestado é o fato desse dinheiro, apesar de ter entrado no clube, não constar nos balancetes.

Seria mais um “equivoco” do diretor financeiro Raul Correa da Silva, ou algo mais grave aconteceu ?

Em tempo: O diretor responsável pelo departamento no período de rompimento do contrato, e também do recebimento dos valores, era o advogado “obsessivo” Felipe Ezabella

Facebook Comments
Advertisements

41 comentários sobre “Presidente do Corinthians é intimado a explicar “chapéu” de R$ 330 mil

  1. Mauricio Perin

    A verdade eh que o curintia esta leiloando o naming rights depois de procurar varias empresas e de receber um “NAO” de todas elas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: